inclusão de arquivo javascript

Vida de DJ
 
 

"Não adianta técnica se você não emocionar", diz DJ Patife

30 de janeiro de 2013 07h27

Patife é um dos mais conceituados DJs brasileiros. Foto: Divulgação

Patife é um dos mais conceituados DJs brasileiros
Foto: Divulgação

Wagner Borges Ribeiro de Souza, o DJ Patife, nasceu e cresceu em São Paulo, sempre perto da música. O apelido o acompanha desde a infância. Patife começou animando festas e bailes da periferia paulistana e, em meados de 1990, passou a tocar em bailinhos de garagem, festas de colégio, casamentos e formaturas.

A paixão pela música o colocou em contato com aquele que viria a ser seu grande amigo, Marky Mark, na época balconista de uma loja de discos e hoje o DJ Marky, conhecido internacionalmente. Foi com ele que Patife teve seu primeiro contato com drum'n'bass.

Decidiu apostar no novo som, que considerava uma evolução do hardcore, e hoje é um dos mais conceituados DJs brasileiros. Seus sucessos fazem ferver as pistas por onde passa. Londres que o diga...

O que Londres representa na sua vida?

Londres foi minha segunda casa. Eu posso dizer que abriu as portas do mundo pra mim. É um lugar que me encanta até hoje. Eu gosto daquela mistura, daquele caldeirão étnico onde se encontra de tudo. Pra quem vive e respira música, é um manancial.

A primeira vez que você foi a Londres foi com o Marky. Como surgiu a ideia de vocês viajarem juntos?

Londres surgiu na minha vida por conta do drum'n'bass, que nasceu nos guetos londrinos. Em 1997, por curiosidade, sonho e desejo, o Marky e eu decidimos conhecer a cidade. Foi a viagem das nossas vidas. Conhecemos nossos ídolos, vimos a cena de perto. Foi muito marcante pra nós. Quando as nossas músicas começaram a sair lá fora e a fazer sucesso, ficamos com a agenda cheia. Europeus e orientais pedindo pra gente fazer remixes. Então às vezes eu ficava 2, 3 meses sem sair da Europa - Londres, Áustria, Eslovênia, Espanha e assim foi. Isso durou em torno de 18 anos.

Você tem ideia de em quantos países já tocou?

Já toquei em mais de 50 países. Tenho 5 passaportes cheios. Falo de coração que essa é uma das melhores coisas que esse trabalho me proporciona. Viajar, conhecer lugares diferentes, pessoas diferentes, e o que eu amo de paixão é não ter rotina. Cada noite é diferente da anterior. Você nunca sabe o que te espera.

Da onde surgiu o apelido Patife?

Nos anos 80 a gente andava de carrinho de rolimã no bairro onde eu morava. Um amigo de infância, o Ricardo, chamava todo mundo de patife, mas aí o apelido foi ficando mais em mim porque eu caía do carrinho, passava o rolimã em cima do dedo, perdia a unha... Quando ele ia me chamar em casa, ele apertava a campainha e gritava: "Ô tia, o patife tá aí?" Minha mãe abria a janela brava e respondia: "Tem patife aqui não!! O Wagner tá." Aí depois a amizade ficou, mas eu levei tempo pra me acostumar com isso.

Qual a importância de um Dj na hora de fazer uma festa acontecer?

O DJ tem uma grande responsabilidade. Ele tem que ter jogo de cintura, estar em sintonia com o público, senão está fadado ao fracasso. Tanto do set como da festa. O DJ tem que ter sensibilidade. Eu costumo dizer que se ele tiver um bom feeling, se souber fazer uma boa seleção musical, não precisa de técnica nenhuma. Não adianta uma baita técnica se você não conseguir emocionar as pessoas. Eu preciso ver a pista balançar e o povo vibrar. Se um dia eu perder isso, vou ter que arranjar outra profissão.
Terra
  1. Patife é um dos mais conceituados DJs brasileiros  Foto: Divulgação

    Patife é um dos mais conceituados DJs brasileiros

    Foto: Divulgação

  2. DJ Patife durante gravação para o Vida de DJ no centro de São Paulo  Foto: Divulgação

    DJ Patife durante gravação para o Vida de DJ no centro de São Paulo

    Foto: Divulgação

  3. DJ Patife chegou de Belém e passou um dia inteiro com nossa equipe antes de voltar para sua casa em Brasília  Foto: Divulgação

    DJ Patife chegou de Belém e passou um dia inteiro com nossa equipe antes de voltar para sua casa em Brasília

    Foto: Divulgação

  4. DJ Patife durante seu set na gravação para o Vida de DJ  Foto: Divulgação

    DJ Patife durante seu set na gravação para o Vida de DJ

    Foto: Divulgação

  5. DJ Patife com fãs na entrada do clube Hole  Foto: Divulgação

    DJ Patife com fãs na entrada do clube Hole

    Foto: Divulgação

/vida-de-dj/foto/0,,00.html