5 eventos ao vivo

Tommy Lee diz que parque SeaWorld masturba baleia orca

8 dez 2010
18h07

O ex-baterista do grupo Mötley Crue Tommy Lee mandou uma carta irada para o presidente do parque temático SeaWorld, localizado na Flórida, reclamando do tratamento dado à baleia orca macho Tilikum, que é mantida isolada após ter se envolvido na morte de três pessoas, inclusive um de seus tratadores. A carta foi publicada no site TMZ.

Ouça Mötley Crüe grátis no Sonora

Lee, que é um membro ativo da organização PETA, defensora dos direitos dos animais, acusou o parque de usar a orca como "banco de esperma", utilizando técnicas "doentias" de masturbação. "Nós sabemos através do próprio diretor de segurança do SeaWorld, que a forma de obter o esperma é fazendo alguém entrar no tanque e masturbar a baleia com uma vagina de vaca cheia de água quente. Nem nos meus dias mais selvagens com o Mötley Crue eu teria imaginado algo tão doentio e perverso", escreveu o baterista.

Ele diz ainda que o tanque d'água onde Tilikum é mantido isolado é pequeno demais para a baleia, que pesa quase seis toneladas e tem 7 metros de comprimento. Lee e a PETA pedem que a orca seja libertada e levada até o mar. O SeaWorld não comentou a carta, mas afirma que todos os animais recebem tratamento apropriado de especialistas nos parques.

O ex-baterista do Mötley Crüe é ativista pelos direitos dos animais
O ex-baterista do Mötley Crüe é ativista pelos direitos dos animais
Foto: Divulgação
Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade