0

"O homem não gosta mais de princesinha", diz Inimigos da HP

31 mai 2012
16h38
atualizado às 18h21
  • separator

Sem apresentações, o grupo Inimigos da HP abriu, nesta quinta-feira (31), o Terra Live Music, com a canção Sereia, que faz parte do álbum Nada Mudou, lançado neste ano. A formação principal da banda ocupou o palco, com Sebá (vocal), Bonilha (percussão), Tocha (rebolo), Cebola (pandeiro), Gui (repique de mão e congas) e Alemão (surdo e percussão).

Para apresentá-los, Lorena Calábria contou a história dos amigos que, ainda na faculdade, decidiram comprar instrumentos e passar a tocar em festas. "Aquela coisa da mulherada", brincou Sebá, ao confessar que atrair mulheres foi um dos motivos para iniciar o projeto.

Os músicos, que já somam 13 anos tocando juntos, resolveram gravar o primeiro registro, Inimigos da HP, em 2001, na época em que ainda se apresentavam em bares da região da Vila Olímpia, zona oeste da capital paulista. O hit Toca um Samba Aí, porém, apareceu no disco de 2006, Inimigos da HP ao Vivo, para conquistar as rádios do Brasil.

Após interpretar o sucesso, o grupo relembrou a importância desta canção, que os ajudou a impulsionar a carreira. "É uma música importante, que marcou uma virada para o Inimigos explodir no Brasil todo", comentou o vocalista. Gui ainda pontuou que a consciência de que a banda assumia grandes proporções não veio com "uma música que estourou", mas com a disputa dos bares e casas de shows para recebê-los.

Além de apresentarem a versão em samba de Caça e Caçador, de Fábio Jr, os músicos falaram sobre o processo de escolha das composições a que dão voz. "Acho que temos que trazer músicas que tem a ver com a carreira e o estilo", observou Sebá, ao falar sobre as mudanças no novo disco.

Produzido por Sorocaba, da dupla Fernando e Sorocaba, e Laércio da Costa, Nada Mudou apresenta novas concepções: "o papo é outro", disse o vocalista, ao destacar que não seria possível incluir hits que fizeram sucesso há 10 anos. "Ele sabe o papo que a galera gosta de ouvir", acrescentou sobre o sertanejo, que os ajudou a levar tendências modernas ao CD, mas sem ofuscar o estilo da banda. "É uma coisa curiosa, porque ele é um cara do sertanejo, mas me arrisco a dizer que esse é o nosso disco mais samba de todos", opinou.

Após tocarem Vamo Aposta, composta por Caco Nogueira, eles comentaram como a letra chegou até eles, quando conheceram Caco na gravação do DVD de Fernando e Sorocaba em que fizeram participação, em novembro de 2011. A primeira versão, que levava o ritmo sertanejo, foi repaginada pelo grupo. "A maioria das músicas chegam cruas", explicou Sebá ao dar uma palhinha da canção em sua versão original, despertando gargalhadas da plateia.

Ao anunciar a próxima faixa, Fiona, o vocalista diz que "o homem não gosta mais de princesinha". Ele também acrescenta que a composição é uma homenagem às mulheres modernas e que não desmaiam quando veem "o príncipe". O grupo, que em seguida toca Naturalmente, ainda fala sobre o gosto musical eclético de seus componentes. "Sou bem roqueiro", confessa Sebá.

Entre os novos projetos, eles contam que pretendem lançar, até agosto, um DVD do novo trabalho. Sobre o formato, porém, o vocalista frisa que não quer "mais um show gravado", por isso os detalhes serão trabalhados para que haja novidades. O álbum Mudei Por Você pode ser baixado gratuitamente no site oficial do Inimigos da HP.

Toca um Samba Aí, por Inimigos da HP
Fonte: Terra
publicidade