1 evento ao vivo

Teló usa camisa de C. Ronaldo em show na terra do 'padrinho' europeu

25 fev 2012
05h46
atualizado em 2/3/2012 às 11h42
Marcelo Valadares
Direto de Lisboa

Michel Teló é um fenômeno e ninguém nega. Na Europa, o cantor é primeiro lugar nas paradas da Alemanha, Itália, Espanha e Portugal, e está entre os 10 primeiros colocados em muitos outros países. Grande parte deste sucesso teve com coadjuvante um português: Cristiano Ronaldo. Depois que o jogador do Real Madrid dançou Ai, se eu te pego para comemorar um gol, a música virou febre, estourando nas rádios e nas redes sociais, onde ganhou diversas versões, em diferentes idiomas.

Não se sabe se é por este apoio do jogador do Real Madrid, mas Michel Teló escolheu o país de Cristiano Ronaldo para iniciar suas apresentações pela Europa. Nesta sexta-feira (24), o cantor começou a sentir o que é ouvir suas músicas em diferentes sotaques. Teló fez, em Lisboa, seu primeiro show de uma turnê europeia que seguirá por 6 países. O Campo Pequeno (que, contrariando o nome, é uma das maiores casas de show da cidade, com capacidade para 10 mil pessoas) ficou lotado.

Do lado de fora, muitos fãs tentavam conseguir ingresso. Emilia Martins, 40 anos, saiu da cidade de Palmela, na região metropolitana de Lisboa, para levar os filhos que são fãs do cantor. Os filhos entraram, mas ela não conseguiu comprar ingressos por ter deixado para a última hora. "Vou ficar do lado de fora para ver se consigo ouvir alguma coisa", disse decepcionada.

Já Sager Gautam, 22 anos, que pouco fala o português, saiu do Nepal, na Ásia, e foi levado pelos amigos lisboetas para a show. Sager disse que antes de chegar a Portugal só conhecia o hit Ai, se eu te pego, mas que esperava por "boa música, diversão e beijo na boca", disse sorrindo.

Pouco antes de Michel Teló subir ao palco, a portuguesa Liana Teixeira, 28 anos, disse que descobriu o cantor muito antes de Cristiano Ronaldo. Segundo ela, antes do jogador comemorar o gol com a dança ela já escutava a música por tocar constantemente no Bairro Alto, região tradicional da noite Lisboeta. Quanto questionada sobre a sua música favorita, Liana respondeu sem dúvida que era Ei, psiu! Beijo me liga, que momentos depois abriria o show.

Michel Teló subiu ao palco ovacionado pelo público. Assim que terminou a primeira canção, que foi cantada inteira pela plateia, Teló parecia não acreditar que estava em Portugal. Nós estamos em Portugal mesmo?, perguntou ao público, que delirava. O cantor disse que quando esteve em Lisboa pela primeira vez, há poucas semanas, não acreditava que teria capacidade de encher um lugar para tanta gente. Durante todo o show, interagiu bastante com o público, fazendo diversas perguntas que eram respondidas com entusiasmo: "quem é brasileiro?", "quem é português?", "quem é Benfica/Sporting/Porto(e tantos outros times de futebol)?", "quem está solteiro?".

Ao longo do show, Teló fez diversas homenagens a Portugal. Uma das mais marcantes foi antes de cantar o hit Ai, se eu te pego. Após um vídeo em que mostrou pessoas de diferentes lugares do mundo interpretando a música, o cantor apareceu com a camisa da seleção portuguesa de número 7 (a de Cristiano Ronaldo) e citou a importância da "ajuda" do jogador português na divulgação da música.

Outra homenagem marcante ao país foi quando Michel cantou a música "Garagem da Vizinha", gravada, no Brasil, por Rick e Rener, que é composta pelo português Quim Barreiros e que faz muito sucesso nos bailes tradicionais de música pimba. A plateia foi às gargalhadas ao ouvir de Teló que essa a música era "bem ordinária".

Além de comover o público português o cantor emocionou os brasileiros. Michel Teló cantou Como é grande o meu amor por você, de Roberto Carlos, Não quero dinheiro, de Tim Maia, e relembrou sertanejos antigos, como Saudade da minha terra, de Chitãozinho e Xororó e Aparecida do Tabuado, de Milionário e José Rico, com imagens do Brasil no telão e dedicou essas músicas "para os brasileiros que estão batalhando aqui em Lisboa".

Teló também mostrou versatilidade e cantou alguns covers de músicas internacionais. Someone like you, de Adele, Tu Vuò Fa' L'Americano, de Renato Carosone, Danzando Kuduro, de Lucenzo, I'm yours, de Jason Mraz, e I gotta a feeling, dos Black Eyed Peas, foram as músicas escolhidas para mostrar que ele é internacional.

Do seu repertório, cantou Vamos fazer festa, Larga de bobeira, Me odeie, Amor não é paixão, Vamo mexer, Amanhã sei lá. Todas elas cantadas sem interrupção pelo público que ficou estasiado com as músicas Fugidinha, Eu te amo e open bar, Humilde Residência e, é claro, Ai, se eu te pego.

Perto do final do show, o cantor mostrou a gravação em que ele aparecia, na tarde de sexta, na porta do Campo Pequeno, conversando com as fãs que, às 14h, já aguardavam pelo show que só se iniciaria às 22h. Michel Teló agradeceu a todos e foi surpreendido com a entrega do disco de Platina em Portugal. Emocionado, cantou chorando a música Faz um milagre em mim.

Para encerrar, Teló fez o bis de Ai, se eu te pego, em inglês, e no meio da música perguntou ao público em qual idioma preferiam que ele a cantasse. Sem dúvida, todos responderam em coro: português. Pergunta feita, pedido atendido, o cantor voltou à letra original e encerrou a apresentação.

A turnê de Michel Teló pela Europa continua. Amanhã, o cantor segue para Guimarães, cidade no note de Portugal, que neste ano é a capital europeia da cultura. Passa por Londres, no dia 26. segue para Luxemburgo, onde se apresenta no dia 1º de março. Logo a seguir, desembarca na Espanha, onde se encontrará com os jogadores do Real Madrid e se apresentará em 3 cidades: Madri, dia 2, Barcelona, dia 3, e Múrcia, dia 4. Antes de voltar para o Brasil, passa ainda pela Suíça, onde se apresenta no dia 6, em Zurique, na Holanda, em Amesterdam, no dia 8, e termina sua turnê europeia no dia 11 de março, em Roma, na Itália.

Fonte: Especial para Terra
publicidade