3 eventos ao vivo

Site diz que Amy tinha sinais de vida quando a polícia chegou

24 jul 2011
09h05
atualizado às 13h43

A cantora britânica Amy Winehouse, encontrada morta neste sábado (23), tinha sinais de vida quando os paramédicos chegaram ao seu apartamento, é o que afirma o site TMZ, citando fontes ligadas à investigação.

Confira a linha do tempo de Amy Winehouse
Veja clipes de Amy Winehouse no TerraTV
Ouça grátis os sucessos de Amy Winehouse no Sonora
Veja fotos ampliadas de Amy Winehouse

As fontes não foram específicas quanto a esses sinais de vida, e voltaram a dizer que a polícia trabalha com a hipótese de overdose, embora não vá afirmar nada antes da autópsia do corpo.

O caso
O corpo da cantora foi encontrado neste sábado (23) em seu apartamento, após o serviço de emergências ter sido chamado por volta do 12h (pelo horário de Brasília, meio da tarde em Londres). A suspeita é de overdose, segundo o tablóide britânico Daily News.

A polícia da região de Camden Square divulgou comunicado confirmando a morte. "Fomos chamados devido à descoberta de uma mulher morta. As circunstâncias da morte serão investigadas. Num primeiro momento, não sabemos explicar", encerrou a mensagem.

A carreira de Amy Winehouse foi marcada por escândalos e polêmicas, que, em sua maioria, envolviam problemas com drogas e alcoolismo. Por causa disso, em diversos shows foi vaiada, como em recente apresentação em Belgrado, na Sérvia, porque o público não entendia as músicas que ela estava cantando.

A última aparição pública da cantora foi na última quarta-feira (20), no iTunes Festival, em Londres. A cantora abraçou sua afilhada Dionne Bromfield e, ao microfone, pediu que as pessoas comprassem o álbum da adolescente, Good For The Soul, lançado este mês. Amy se apresentaria no festival TMN em agosto, mas devido aos problemas com álcool e drogas acabou sendo substituída pelo rapper Snoop Dogg.

A morte de Amy Winehouse aos 27 anos coloca ponto final em uma das mais inconstantes trajetórias da música contemporânea. Com talento vocal impressionante, a cantora britânica foi unanimidade em duas características opostas: talento e polêmicas. Com capacidade vocal inquestionável, suas performances eram apenas atrapalhadas por seu principal problema: o abuso de álcool e drogas.

Amy fez uma carreira repleta de músicas pessoais e cativantes, escândalos por seu comportamento e envolvimento com drogas e álcool. Nos últimos tempos, ela fez poucos shows e foi criticada pela indústria musical: além de desapontar alguns fãs ao fazer apresentações muito curtas, muitos especialistas afirmaram que sua potência musical, característica marcante da cantora, estaria menor.

No dia 18 de junho deste ano, Amy fez seu último show, em Belgrado, na Sérvia. A cantora mal conseguiu se apresentar porque estaria muito bêbada, chegou a derrubar o microfone no chão e teria sido vaiada pelo público. Após a malograda apresentação, Amy cancelou dois shows na Turquia e na Grécia, e, posteriormente, outras etapas de sua turnê europeia. Seus representantes alegaram "problemas de saúde".

Amy Winehouse morreu no último sábado (23)
Amy Winehouse morreu no último sábado (23)
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade