PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Sabe como tirar um chopp? Holandesas ensinam no Rock in Rio

Cervejaria holandesa, em ação especial para o Rock in Rio, trouxe profissionais diretamente de Amsterdã para edição 2013 do festival

20 set 2013 - 15h46
(atualizado às 17h39)
Compartilhar
Exibir comentários
Holandesas da Heineken ensinam a tirar chopp no Rock in Rio:

Quando o garçom deixa o chopp na mesa e a sede é grande, em geral, fica difícil reparar em algo além do gosto do produto. Ainda mais quando se está em um festival de música como o Rock in Rio. A tradição, e os métodos cervejeiros, digamos assim, no entanto, mandam o apreciador reparar em detalhes que passam batido: o declínio do copo, o oxigênio que não pode se misturar e a quantidade exata de espuma.

Como forma, obviamente, de promover sua marca, a Heineken trouxe, diretamente de Amsterdam, a terra natal da cerveja que hoje é uma das mais populares do Brasil, oito profissionais para proporcionar aos fãs e convidados, em seu camarote, o melhor chopp possível. A reportagem do Terra conversou com Alinde Jacoba Bier (isso mesmo, Bier) e Sophie Dopheide, especialistas do gênero, que ensinam a você internauta a melhor forma de apreciar um chopp gelado e, claro, bem tirado.

Ângulo do copo

"É preciso que a taça do chopp tenha uma inclinação de 45 graus, isso faz com que não se forme muita espuma e se sinta ainda mais o sabor", explicou Sophie. "Quando encher o copo, volte à posição normal, não faz mal se cair um pouco", complementou.

Espuma

"Não são nem dois dedos, nem apenas um. É algo como um dedo e meio", contou Alinde sobre a quantidade de espuma. A estrela da marca no copo indica o ponto exato onde a espuma deve estar, de acordo com a holandesa, que, sim, "me considero uma especialista nisso, trabalho há quatro anos com cerveja", contou ela, bartender e guia do Heineken Experience, em Amsterdam, museu interativo da marca.

Bolhas

"A questão de manter o copo a todo momento, deixando escapar um pouco que seja, é para que as bolhas que garantem o frescor do chopp fiquem dentro do copo. Não se pode misturar o oxigênio de forma alguma porque se altera o sabor", definiu Sophie, trabalhadora da marca na Holanda há quase dois anos. "As pessoas ainda pensam que mulher não entende de cerveja. Eu entendo", brincou.

Poder da espátula

Quantas vezes você já chegou no balcão do bar e, ao ver a espuma escorrendo, ganhou um copo todo molhado do garçom, sem critério para o colarinho? "Não pode ser assim, por isso a gente usa essa espátula, que é para ter a marca certa do colarinho. São detalhes que fazem a diferença", garantiu.

Convite e cantadas

Moradoras de Amsterdam, Sophie e Alinde não pensaram duas vezes quando receberam a proposta de viajar para o Rio de Janeiro para servir o público brasileiro durante o Rock in Rio - a marca holandesa é uma das patrocinadoras do evento. "Eu não acreditava quando recebi a ligação com o convite. É óbvio que eu quero ir para o Rio, para o Brasil", lembrou Sophie.

"É uma oportunidade ótima para gente, mesmo trabalhando bastante", contou Alinde. A jornada delas e dos outros seis especialistas dura, em média, 12 horas. "Vale a pena, toda hora vem alguém pedir um chopp para gente. Todos sorridentes e, quando veem a gente, com cara de gringa, olhos claros, claro que jogam cantadas, pedem nosso telefone e Facebook", contou ainda, sem levantar dúvidas diante da reportagem. 

<a data-cke-saved-href="http://musica.terra.com.br/infograficos/rock-in-rio-2013/" href="http://musica.terra.com.br/infograficos/rock-in-rio-2013/">Rock in Rio</a>
Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade