0

Roger, do Ultraje, pede desculpas a Chris Cornell após briga

14 nov 2011
12h49
atualizado às 13h08

O cantor Roger Moreira, do Ultraje a Rigor, usou sua conta de Twitter para pedir desculpas ao cantor Chris Cornell. Na madrugada desta segunda-feira (14), ele escreveu, em inglês. "@chriscornell Eu sinto muito pelo imbrólio envolvendo seu nome no SWU. As pessoas interpretaram errado uma brincadeira sobre nosso roadie, que se parece com você". Na sequência, colocou um endereço em que era possível ver uma foto do tal rapaz.

Toda a confusão aconteceu após uma mudança no cronograma dos shows de ontem (12) do SWU, por conta de uma forte rajada de ventos e chuva. Para não atrasar ainda mais o evento, os organizadores anteciparam a apresentação da Tedeschi Trucks Band. Com isso os shows de Ultraje a Rigor e Chris Cornell aconteceram na sequência e no mesmo palco, o Consciência.

O Ultraje abriu a apresentação com Zoraide. Ao fim da canção Roger brincou: "o Chris Cornell, hoje, é nosso roadie". Em seguida, Ricardo Moreira, irmão do vocalista, envolveu-se em um empurra-empurra com troca de tapas e socos entre a equipe técnica do Ultraje e do cantor Peter Gabriel que se apresentaria mais tarde no mesmo palco. "Gringo vem aqui e acha que pode cagar na nossa cabeça". A briga incendiou ainda mais o público, mas deixou a impressão que era com a equipe do vocalista do Soundgarden, que se apresentou logo após o Ultraje.

Minutos após o final da apresentação, Roger mandou um recado, em inglês, para o cantor Peter Gabriel, esclarecendo que era ele o autor da confusão. "Hey, @itspetergabriel! Boa sorte no seu voo para casa! Eu pensei que você fosse um artista, quando você se tornou um babaca? Ativista, o caramba", escreveu ele. Logo depois, postou outra mensagem, agora voltada aos fãs: "a equipe de Peter Gabriel queria que tocássemos só meia hora. Mandamos à merda. Colocamos os caras no lugar deles".

SWU - segunda edição de casa nova
Pioneiro no Brasil no formato festival + acampamento, o SWU ganha sua segunda edição. Em 2011, o evento acontece na cidade Paulinía, interior de São Paulo (125 km da capital), entre os dias 12 e 14 de novembro. O primeiro SWU aconteceu em outubro, na cidade de Itu, e reuniu nomes como Rage Against the Machine, Queens of the Stone Age, Kings of Leon e Linkin Park.

Assim como foi em 2010, o SWU se dividirá em quatro setores: dois palcos principais - Consciência e Energia, o New Stage e a Tenda Eletrônica. No sábado, subiram aos palcos montados no Parque Brasil 500 nomes como Damian Marley, Snoop Dogg, Kanye West e Black Eyed Peas. Entre os representantes brasileiros estiveram Emicida, Marcelo D2 e Copacabana Club.

O domingo foi marcado por uma miscelânea musical. Os palcos principais tiveram Zé Ramalho, Ultraje a Rigor, Tedeschi Trucks Band, Chris Cornell, Duran Duran, Peter Gabriel e Lynyrd Skynyrd. No New Stage, o destaque foi para os brasileiros do Sabonetes e o grupo !!!. Quem também tocou por lá foi o Modest Mouse e a veterana e polêmica Courtney Love com o Hole.

Nesta segunda, o dia de encerramento do SWU promete ser memorável para os fãs do rock dos anos 90. Nos palcos principais se revezerão grupos como Sonic Youth, Primus, Stone Temple Pilots , Alice In Chains e Faith No More. Para os fãs do metal, o Megadeth também marcará presença. No New Stage vale ficar atento ao trio Ash, da Irlanda do Norte e ao grupo experimental canadense Crystal Castles. A banda de pop rock Simple Plan encerra as atividades do palco.

Briga entre a produção de banda brasileira e do cantor inglês Peter Gabriel ocorreu nos bastidores
Briga entre a produção de banda brasileira e do cantor inglês Peter Gabriel ocorreu nos bastidores
Foto: Daniel Teixeira / Agência Estado
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade