4 eventos ao vivo

"Referência" como baterista, Ringo se apresenta para 7 mil em BH

17 nov 2011
01h41
atualizado às 04h02
José Guilherme Camargo
Direto de Belo Horizonte

O ex-beatle Ringo Starr emocionou cerca de 7 mil pessoas, que lotaram o Chevrolet Hall, na noite desta quarta-feira em Belo Horizonte. Mas a apresentação de Ringo, pela primeira vez na capital mineira, representou uma data simbólica para um fã em especial. O baterista do Skank, Haroldo Ferretti, acompanhou o show e afirmou que o músico britânico é uma referência para uma geração de artistas.

"Não tem jeito de explicar, porque eu sou fã de Beatles, sou fã do Ringo, é um cara genial. Tenho uma bateria igual a dele, uma edição chamada Ringo Starr. É uma banda e é um cara que é uma referencia para mim e para todos os outros", disse.

Segundo o baterista da banda mineira, a apresentação do ex-beatle em Belo Horizonte abre precedentes para que grandes músico se apresentem na cidade. "Beatle em BH, já imaginou? Eu não. Ainda mais o Ringo, que não aparece constantemente. Acho que agora que veio ele, não há ninguém que não possa vir também, fechou o ano com chave de ouro", afirmou.

Da mesma forma que Ferreyti, o público, que esgotou os ingressos e lotou a casa de shows, ficou emocionado com a apresentação de Starr. A banda All Stars Band subiu ao palco com 15 minutos de atraso, que foram completamente ignorados depois da primeira música It Don't Come Easy, de autoria de Ringo. Em seguida o britânico logo ganhou a simpatia dos fãs dizendo que deveria tocar ali todas as noites.

Durante o show, o ex-beatle abre o espaço para os outros componentes da banda. Wally Palmar (guitarra; ex-The Romantics), Edgar Winter (teclado; irmão do guitarrista Johnny Winter), Gary Wright (teclado; ex-Spooky Tooth), Richard Page (baixo; ex-Mr. Mister), Rick Derringer (ex-McCoys), e Gregg Bissonette (bateria, ex-David Lee Roth) mostram diverso repertório e a todo momento exaltam a oportunidade de tocar ao lado de Starr.

O setlist também varia entre algumas músicas da carreira solo de Ringo e outras canções que o consagraram com George Harrison, Paul McCartney e John Lennon na época dos Beatles.

A primeira que empolgou o publico foi Yellow Submarine quando Starr vai a frente do palco e toca uma bateria improvisada. O ex-beatle também levantou o público em I Wanna Be Your Man, Act Naturally e The Other Side of Liverpool. Ao final do show, o baterista leva os fãs a loucura com clássicos Help From My Friends e Give Peace a Chance.

A turnê de Ringo pelo Brasil, que já passou por Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, segue para Brasília (sexta, 18, no Ginásio Centro de Convenções Ulysses Guimarães) e será encerrada em Recife (domingo, 20, no Chevrolet Hall).

Setlist:
It Don't Come Easy
Honey Dont
Choose Love
Hang On Sloopy
Free Ride
Talking in Your Sleep
I Wanna Be Your Man
Dream Weaver
Kyrie
The Other Side Of Liverpool
Yellow Submarine
Frankenstein
Back Off Boogaloo
What I Like About You
Rock and Roll, Hoochie Koo
Boys
Love Is Alive
Broken Wings
Photograph
Act Naturally
With a Little Help from My Friends
Give Peace a Chance

Ringo Starr tocou no Chevrolet Hall durante 1 hora e 45 minutos
Ringo Starr tocou no Chevrolet Hall durante 1 hora e 45 minutos
Foto: José Guilherme Camargo / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade