Música

publicidade
15 de setembro de 2012 • 19h11 • atualizado às 19h26

Rapper morre após postar que estava dirigindo e bebendo

Rapper Inkky morreu em acidente de carro que matou outras quatro pessoas
Foto: Reprodução
 

O rapper Ervin McKinness, 21 anos, morreu em um acidente de carro minutos depois postar no Twitter que estava bebendo e dirigindo a 120 milhas por hora, o equivalente a 193 km/h. A fatalidade, que matou o músico e mais quatro pessoas, aconteceu em 2 de setembro, em Ontário, Califórnia (EUA), mas apenas na última sexta-feira (14) a notícia foi publicada pelo Huffington Post.

Ouça músicas grátis no Sonora

"Bêbado depois de derrapar em esquinas a 120 mph. YOLO", escreveu o rapper no Twitter. YOLO é o abreviação de "you only live once" - "você vive apenas uma vez", em tradução livre.

McKinness, junto de Marquell Bogan, 23 anos, Dylan George, 20 anos, Jonathan Watson, 21 anos, e JaJuan Bennett, 23 anos, morreram quando o Nissan Sentra que estavam furou o sinal vermelho, perdeu o controle, e bateu no muro de um uma residência em Ontário. Todos foram dados como mortos no local do acidente, exceto Bogan que foi levado a um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos.

Embora Mckinnes tenha escrito no Twitter que estava dirigindo, a corte de San Bernadino - cidade próxima a Ontário - disse que Watson estava no volante no momento do desastre. Um representante da polícia também contou que o tweet será parte vital da investigação.

O músico usava os nomes artístico Jew'elz e Inkyy e tinha acabado de assinar contrato com uma gravadora. A música Dreams ganhou um clipe em abril de 2012 e pode ser visto no YouTube.

Terra