2 eventos ao vivo

De volta ao Brasil, Blur faz show à sua altura no Planeta Terra

Grupo britânico espantou shows apagados de 1999 com apresentação cheia de sucessos e apoio do público

9 nov 2013
22h38
atualizado em 10/11/2013 às 01h22
  • separator
  • comentários

Embora a passagem da banda Blur em 1999 não tenha ganhado elogios pelas apresentações mornas, o show de reunião do quarteto britânico foi na contramão daquela época neste sábado (9) no Campo de Marte.

Use a hashtag do festival no Twitter: #PlanetaTerra2013

Era 21h35 quando a silhueta do vocalista Damon Albam surgiu no palco Terra: “boa noite. Estão prontos?”. “Yeah”, respondeu a sonora plateia que foi contemplada com Girls & Boys como música de abertura.

Depois do início explosivo, o Blur trouxe mais rock ao palco. Damon jogou água no público durante a introdução do guitarrista Graham Coxon. “Sim, sim. Sábado a noite no Brasil”, disse o animado Damon depois de There's No Other Way e antes da introdução característica de Bettlebum .

No final da canção, a marca característica de Coxon apareceu com seus solos cheios de efeitos e ruídos, que ajudaram a reerguer o britpop no meio dos anos 90. Depois da sequência de hits que abriu o show, Out Of Time veio para acalmar os ânimos.

Em seguida, Trimm Trabb e Caramel deram um toque mais intimista ao show, que rapidamente ganhou outro ponto alto com Coffee and TV , um dos maiores hits do quarteto. A canção, que está no álbum 13 , ficou famosa em 1999 com seu clipe, que mostrava o romance entre duas caixinhas de leite que ganhavam vida. Mais tarde, ela se tornaria praticamente um mascote do Blur.

Caramel foi encerrada após uma jam e ganhou um desfecho apoteótico. Além do quarteto, a banda contou com um naipe de metais com três integrantes e quatro backing vocals que ajudaram a incorporar o improviso.

A balada Tender ganhou coro antes mesmo que a banda terminasse o primeiro compasso da introdução. Damon entoou o refrão a distância, observando o público no início da canção. A presença de contas de backing vocal também foi vital para que a música de 1999 fosse reproduzida fielmente.

Multidão acompanha pôr-do-sol ao lado de roda gigante

Em seguida, o vocalista deixou o violão para cantar To The End , que, com ajuda de iluminação, deu cara de bailinho ao Campo de Marte. A sequência de hits não iria parar tão cedo. Depois de Country House , Parklife ganhou a presença ilustre do ator Phil Daniels, que viaja com o Blur para interpretar essa canção.

This is a Low terminou a parte principal do show, mas não antes de um bis com Under the Westway, For Tomorrow e The Universal . Para finalizar, o hit absoluto do Blur, que chegou a ganhar remix para balada em tempo passados, foi cantada aos berros acompanhada do tradicional "uh-hu" de seu refrão.

Confira o setlist:

Girls & Boys
There's No Other Way
Beetlebum
Out of Time
Trimm Trabb
Caramel
Coffee & TV
Tender
To the End
Country House
Parklife (com Phil Daniels)
End of a Century
This Is a Low

Bis:
Under the Westway
For Tomorrow
The Universal
Song 2 (com Phil Daniels)

Está curtindo o Planeta Terra 2013? Mande seus relatos, fotos e vídeos para o vc repórter e apareça no Terra!

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade