5 eventos ao vivo

Estilo e paixão movem o público do Planeta Terra Festival

21 nov 2010
05h02
atualizado às 21h43
Fábio Santos
Gabriel Perline
Gonçalo Valduga
Direto do Playcenter

O Planeta Terra Festival é um evento que mexe diretamente com a paixão dos fãs e com a maneira que eles usam para demonstrá-la, tanto na hora de escolher a roupa que vão usar, como viajando centenas de quilômetros para encontrar seus ídolos, como fizeram Yasmin Nolasco e Larissa Avelar, que vieram de Vitória, no Espírito Santo.

Quando os portões do Playcenter foram abertos, às 13h42, dois grupos de fãs foram mais rápidos: os do cantor Mika e os da banda Smashing Pumpkins, que tomaram conta dos brinquedos do parque. Para uma das fãs, Julia Shima, de 18 anos, ir aos brinquedos antes do início dos shows era uma maneira de ter a adrenalina necessária para curtir as apresentações mais tarde.

Estilo era necessário, mas praticidade e conforto eram também imprescindíveis. Boa parte das mulheres, por exemplo, apostaram nas botas para manter os pés limpos. Gabriela Pacheco, uma das participantes, optou pelas botas para evitar que os pés ficassem molhados caso comeceçasse a chover, como na edição de 2009 do Planeta Terra. Já Marina Veloso avaliou que se vestir bem é essencial neste tipo de evento, mas que não é preciso uma super produção. "Sempre estou de tênis, calça jeans e camiseta, mas nunca estou desleixada. Dá para ficar bonita com peças simples", comentou.

Há, no entanto, quem acredite que roupas podem ser um pouco mais coladas no corpo, como tatuagens. E, quando se fala de música, o assunto é inevitável. No festival, pôde-se observar um verdadeiro desfile de desenhos multicoloridos, de fãs de bandas como Smashing Pumpkins, República e Of Montreal. Também houve quem, em meio ao alto som do festival, preferiu um cantinho mais sossegado para namorar. "É bom fugir um pouco da multidão para namorar. O clima aqui é ótimo e a gente pode se refrescar", contou Bruce Nascimento, de 24 anos, que namora Vanessa Buzinaro, de 19, há oito meses.

Aqueles que foram ao Playcenter também puderam curtir um espaço que resgatava a tradição das fotos "físicas", em um mundo em que praticamente tudo é publicado somente online. O Lounge HP, como foi chamado, acabou sendo bastante usado por casais para registrar, em papel, momentos românticos no festival.

Outro destaque desta edição foi a possibilidade de os fãs brincarem de ser "ídolos" com o videogame PlayStation 3. No stand Rock Band, cuja estrutura simulava um palco, os participantes se revezavam para montar suas bandas preferidas enquanto faziam novas amizades. Enquanto um grupo de pessoas se divertia no jogo, o público que assistia caía na gargalhada.

Um movimento de fãs também foi criado do lado de fora do Playcenter, onde uma centena deles ainda tinha a esperança de conseguir ingressos para ver seus ídolos. A paixão pelos artistas fez com que alguns fãs criassem cartazes gigantes implorando a entrada.

Mariana Buenos Aires, por exemplo, contou que veio de Recife direto para o Planeta Terra sem ingresso garantido. "Eu sou muito fã do Mika, e vim para São Paulo e estou tentando conseguir algum ingresso", comentou.Para quem acha que é muito trabalho para um dia especial, Yasmin, a menina que veio de Vitória, no Espírito Santo, lembra o sentimento que move os fãs. "Quero ver e ouvir tudo, até o fim". E não há dúvidas de que eles fariam tudo novamente, em um piscar de olhos.

Trio posa para foto antes do início do show da banda pernambucana Mombojó
Trio posa para foto antes do início do show da banda pernambucana Mombojó
Foto: Edu Lopes / Especial para Terra
Fonte: Terra
publicidade