PUBLICIDADE

De Buenos Aires: Fãs novos e antigos curtem show do Pumpkins

18 nov 2010 - 22h09
(atualizado em 19/11/2010 às 07h15)
Compartilhar
Maurício Boff
Direto de Buenos Aires

Os fãs argentinos do Smashing Pumpkins começam a chegar em grandes números ao histórico Luna Park, em Buenos Aires, onde o grupo de Billy Corgan se apresenta nesta quinta-feira (18),dois dias antes do show no Planeta Terra Festival, em São Paulo. Faltando pouco mais de uma hora para o início do show, o cenário é bem tranquilo, e muitos ainda tentam conseguir ingressos com os cambistas.

Ouça a rádio do Planeta Terra grátis no Sonora

Além dos fãs que acompanham a banda desde o começo dos anos 90, um pessoal mais jovem, que não tinha idade para ter visto o último show dos Pumpkins em Buenos Aires, em 1998, também comparece. Em comum, a grande maioria está vestida de preto. Diego Mintz, estudante de música de 23 anos que vai ao show com três amigos com quem tem uma banda, afirma: "Billy Corgan não é mais um vampiro para o mundo".

Opinião compartilhada pela estudante de cinema Belen Villa, 22 anos. "O que mais me chama a atenção é que a banda perdeu um pouco do lado obscuro, estão buscando um lado mais espiritual. A própria capa do novo disco mostra isso, está mais limpa e leve", diz. Tomás Sprei, colega de banda de Diego, aprova a nova fase do grupo. "A banda mudou, mas isso não quer dizer que está melhor ou pior. Se o Billy (Corgan) fez essa formação é porque os novos integrantes são tão importantes e tão bons músicos quanto os antigos."

O amigo Tomás Martos, 23 anos, comemora: "O Smashing Pumpkins foi a banda da minha adolescência. Mas eu era muito novo para ter visto eles em 98. Como estudante de música, estou tendo a possibilidade de ver uma das bandas que foram mais influentes para o rock alternativo atual", afirma. A estudante de 23 anos Carolina Perez também é da turma que era muito nova para ter visto o show de 1998. "É uma pena que eu não era uma adoleascente na época, mas sinto um certo clima de nostalgia aqui hoje. Não entendo como as pessoas vão ficando mais velhas e seguem tocando, como o Billy. Haja disposição!", brinca.

Os jovens fãs argentinos dos Pumpkins: Tomás Sprei, Diego Mintz, Tomás Martos e Belén Villa
Os jovens fãs argentinos dos Pumpkins: Tomás Sprei, Diego Mintz, Tomás Martos e Belén Villa
Foto: Maurício Boff / Terra
Fonte: Especial para Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra