0

Com 13 atrações, Planeta Terra reúne veteranos e novatos

21 out 2012
01h44
atualizado às 04h34
Osmar Portilho
Tiago Agostini
Direto de São Paulo

Depois de duas edições na Villa dos Galpões, o Planeta Terra se mudou para o Playcenter, onde ficou por mais três anos. Neste sábado (20), o festival ganhou casa nova e fez sua estreia em grande estilo no Jockey Club, em São Paulo. Além de ganhar o skyline da capital paulista como pano de fundo, o evento cresceu e chegou ao seu maior número de público: 30 mil pessoas. Kings of Leon, Garbage, Gossip, Suede, Best Coast, The Maccabees e muitos outros se encarregaram de dar trilha sonora ao Planeta Terra de número 6. Confira tudo o que rolou no shows:

SONORA MAIN STAGE

Kings of Leon
A banda liderada por Caleb Followill abriu seu show com canções antigas de seu repertório, como Molly's Chambers e Tape Jean Girl, para aí sim partir para seus sucessos mais recentes como Sex On Fire e Use Somebody, hits radiofônicos que embalaram os público e fecharam o Planeta Terra com chave de ouro.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Kings of Leon; clique aqui

Garbage
Na década de 1990, o Garbage foi um dos maiores nomes do rock/pop norte-americano. Mas somente agora, após mais de 15 anos de carreira, o quarteto liderado pela cantora Shirley Manson fez seu debut em palcos brasileiros. "São Paulo, nós conseguimos", gritou a vocalista, ovacionada pelos fãs que encheram a pista principal do festival.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Garbage; clique aqui

Suede
Sem discursos e apostando em hits, o Suede entrou em cena executando logo de cara o sucesso She, emendado com Trash e Filmstar. A cada término de canção, o grupo emendava uma próxima, sem as paradas tradicionais de Brett Anderson. "Valeu, São Paulo. Meu português não é lá muito bom - na verdade, é inexistente. Mas obrigado por nos convidarem para vir tocar aqui hoje. Foi adorável. Tchau", despediu-se o frontman.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Suede; clique aqui

Best Coast
Sob o comando da carismática Bethhany Cosentino, o Best Coast espantou o clima de chuva do festival. "Olá pessoal, estou muito empolgada por estar aqui", disse a cantora, interrompida por um "pedido de casamento" de um fã. Simpática, ela logo respondeu: "casar com você? Eu irei. Vamos fazer isso agora! Na verdade, quero me casar com todo o Brasil!", brincou.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Best Coast; clique aqui

Mallu Magalhães
Mallu foi a primeira a pisar no Sonora Main Stage. Depois de abrir com Cena, a cantora protagonizou um momento inusitado durante Ô Ana: foi às lágrimas e pediu para reiniciar a execução da canção. "Desculpa, gente. Agora vai ser bem melhor, sem choro", disse, com a maquiagem borrada e bastante emocionada.
Veja fotos e todos os detalhes do show de Mallu Magalhães; clique aqui

CLARO INDIE STAGE

Gossip
Embalados pela carismática e performática Beth Ditto, o Gossip finalmente chegou ao Brasil e não desapontou. Depois de cancelar dois shows no Brasil, o trio ganhou os fãs logo de início ao lembrar o hit Dança Kuduro, tema de Avenida Brasil. Hits como Long Distance Love, Listen Up, Get a Job e outros sucessos se encarregaram de concluir a missão e encerrar as atividades do Claro Indie Stage em 2012.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Gossip; clique aqui

The Drums
"Não sabemos quando vamos voltar, então vamos nos divertir hoje", avisou o vocalista do quarteto nova-iorquino The Drums, Jonathan Pierce, no início do show da banda. Fortemente influenciada pelo pop da década de 1980, deram início com What You Were, seguida de Best Friend, que Jonathan Pierce, ofereceu em homenagem ao seu "melhor amigo morto". Depois, outra dedicatória: "quero dedicar essa música a todos os homossexuais", disse antes de If He Likes It Let Him Do It.
Veja fotos e todos os detalhes do show do The Drums; clique aqui

Azealia Banks
A cantora e rapper nova-iorquina Azealia Banks fez o seu primeiro show em território brasileiro no Planeta Terra. Com uma apresentação dançante, Azealia foi responsável por transformar o palco em uma verdadeira "balada" ao ar livre. "É minha primeira vez na América Latina. Façam barulho por isso!", gritou a rapper, iniciando seu set com Out Of Space.
Veja fotos e todos os detalhes do show de Azealia Banks; clique aqui

The Maccabees
Os britânicos abriram o set com Child e Wall Of Arms. Arriscando o português, o vocalista Orlando Weeks se dirigiu aos fãs presentes em seguida. "Obrigado. Este é o final da nossa turnê e não podíamos pensar em um lugar melhor para terminá-la", disse, se desculpando em seguida pelo sotaque.
Veja fotos e todos os detalhes do show do The Maccabees; clique aqui

Little Boots
O pop eletrônico da cantora Victoria Christina Hesketh, mais conhecida pelo nome seu projeto musical, o Little Boots, foi responsável por animar o público do Claro Indie Stage. Surpresa com o carinho da plateia - alguns fãs seguravam cartazes com os dizeres "We Love Little Boots" -, Victoria mandou beijos e pediu que todos dançassem junto com ela.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Little Boots; clique aqui

Banda Uó
"Vamos fazer um Woodstock na chuva?", perguntou Matheus Carrilho, um dos vocalistas do grupo. Ao lado dele, Candy Mel abusou do rebolado, enquanto Davi Sabbag, de uniforme militar e óculos escuros, agradecia o público: "a gente tá muito feliz de estar aqui nessa chuva". Visivelmente caprichada, a produção show foi incrementado com dançarinos e backing vocals.
Veja fotos e todos os detalhes do show da Banda Uó; clique aqui

Madrid
Adriano Cintra, vocalista e tecladista da dupla, brincou com a plateia logo que subiu ao palco. "A Marina sofreu um acidente", disse, sobre sua companheira de banda, a vocalista e guitarrista Marina Vello, que surgiu descabelada e maquiada com "sangue" no rosto e no pescoço. Recebendo os aplausos da plateia ainda tímida à frente do Claro Indie Stage, o Madrid se sentiu bem-vindo. "Pô, obrigado mesmo", agradeceu Adriano. "Tá tudo muito excitante aqui", provocou Marina.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Madrid; clique aqui

Far From Alaska
"Cara, você não tem noção, pra dormir hoje foi algo quase impossível. É uma oportunidade única", comemorou a vocalista Emmily Barreto, que comanda o grupo potiguar que venceu o concurso Som Para Todos e ganhou a chance de se apresentar no festival. A banda apostou em riffs secos e curtos para compor uma apresentação sem firulas, que animou o público com as partes mais barulhentas e cheias de distorção.
Veja fotos e todos os detalhes do show do Far From Alaska; clique aqui

Transmissão
Com dois sinais simultâneos, um no Sonora Main Stage e outro no Claro Indie Stage, os internautas assistiram aos 13 shows do Planeta Terra Festival 2012, ao vivo do Jockey Club de São Paulo, inclusive por tablets, smartphones e TVs conectadas. A transmissão do Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, foi feita para todo o País em HD (ou padrão standard, a depender da velocidade de banda do internauta) e teve duração de aproximadamente 11 horas, a partir das 13h. O evento contou com 12 câmeras, incluindo duas microcâmeras instaladas em cima dos palcos e duas gruas, uma para cada, para a exibição de todos os detalhes dos shows.

Vc repórter
Curtiu as atrações do Planeta Terra? Envie fotos, vídeos e relatos para o vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra, clicando aqui.

Programação contou com 13 apresentações, incluindo nomes nacionais e internacionais
Programação contou com 13 apresentações, incluindo nomes nacionais e internacionais
Foto: Terra
Fonte: Terra
publicidade