0

Para fãs de Radiohead e Los Hermanos adoração vai além da música

22 mar 2009
11h53
atualizado às 11h55

Algumas bandas parecem time de futebol. Mais do que simples fãs, elas têm torcedores que reverenciam o grupo como se fosse uma instituição e comemoram qualquer frase dita por um integrante da banda em um show como um gol aos 48 minutos do segundo tempo em final de campeonato.

Caricatura de um típico fã da banda Radiohead
Caricatura de um típico fã da banda Radiohead
Foto: Terra

» Veja a caricatura de um típico fã do Radiohead
» Veja a caricatura de um típico fã de Los Hermanos
» Ouça Radiohead no Sonora
» Ouça Los Hermanos no Sonora

"Teve um show do Los Hermanos em que o Bruno Medina, o tecladista, que é um cara muito quieto, veio para a frente do palco, pegou o microfone e fez uma declaração para a namorada. Nossa Senhora! A platéia veio abaixo!", conta Fernando Teixeira, 28 anos, administrador e mega fã de Los Hermanos. Fernando conta que já foi a pelo menos 15 shows da banda e que não é difícil identificar fanáticos como ele, mesmo à distância. "Se você vir uma menina de óculos, roupinha que não seja de grife e com ar mais intelectual, pode ter certeza que ela vai gostar de Los Hermanos", garante o fã.

Talvez seja a simbologia transmitida pelas barbas, mas fato é que os adoradores do Los Hermanos - ou parte deles - vêem Marcelo Camelo ou Rodrigo Amarante verdadeiros profetas. "Tem fã que enxergar neles uma espécie de Jesus Cristo da musica brasileira", conta Adriana Blanco Wojtowicz, 25 anos, redatora, que apesar de não ter construído uma capela em seu quarto para adorar a banda, assume-se fã incondicional dos Hermanos.

Só que este fanatismo não é privilégio dos Los Hermanos, não. Basta conversar com alguém que adore Radiohead para entender do que estamos falando. "Todo mundo que gosta de Radiohead acha que a banda é a melhor entre todas as outras e que o Thom Yorke é um gênio musical. O pior é que tudo isso é verdade mesmo!", diz Felipe Pietro, publicitário, 26 anos, fã advinha de quem?

Vinícius Corrêa, estudante, 21 anos, segue a mesma linha de Felipe. "A música do Radiohead tem muito sentimento, é inevitável um envolvimento maior. E também há todo um conceito por traz da banda, você não gosta só de Radiohead, gosta também de filmes como Clube da Luta e Laranja Mecânica, passa a ler escritores hypados tipo Neil Gaiman. Vai além do óbvio", explica o fã, que fala ainda sobre o lado "deprê" da banda. "A síntese dessa fama de depressão está na musica Creep, totalmente dentro do estilo 'corta os pulsos'."

Mas existem também aqueles que têm as duas bandas como preferidas. "Sou muito fã de Radiohead e de Los Hermanos. Acho que tanto uma quanto outra fazem música para a alma, não para os ouvidos. Quem gosta, não apenas gosta, ama!", diz Marcus Mesquita, publicitário, 23 anos. Marcus ainda acredita que a melancolia do Radiohead ou do Los Hermanos é capaz de causar mais euforia do que qualquer trio elétrico. "Essas bandas despertam um sentimento profundo sem precisar ser 'alegre e alto astral' superficialmente."

Los Hermanos e Radiohead tocam hoje em São Paulo. Além das duas bandas, vale dizer que o grupo Kraftwerk também sobe ao palco. Mas verdade seja dita, não conseguimos encontrar fãs incondicionais do Kraft.

Fonte: Especial para Terra
publicidade