3 eventos ao vivo

Ozzy empolga público gaúcho e promete retorno em 2012

30 mar 2011
23h48
atualizado em 31/3/2011 às 10h53

Daniel Favero
Direto de Porto Alegre

O conhecido "rei das trevas" desembarcou em Porto Alegre para o primeiro show da sua turnê "Scream"
O conhecido "rei das trevas" desembarcou em Porto Alegre para o primeiro show da sua turnê "Scream"
Foto: Agência Freelancer / Especial para Terra

O príncipe das trevas, como também é conhecido Ozzy Osbourne, subiu ao palco do Ginásio do Gigantinho, em Porto Alegre, sua primeira parada na etapa brasileira da turnê de divulgação de seu último álbum, Scream, às 21h desta quarta-feira, arrepiando as 12 mil pessoas presentes da cabeça aos pés com um repertório composto, principalmente, por músicas clássicas de sua carreira, e do Black Sabbath, banda que o consagrou.

Ouça Ozzy grátis no Sonora

Ozzy abriu o show com Bark At the Moon e levou a galera ao delírio ao se cobrir com bandeiras do Grêmio e do Estado do Rio Grande do Sul. "Como vocês estão? Demoramos muito tempo para vir na cidade de vocês, se vocês elouquecerem o bastante, deveremos voltar no ano que vem", disse, antes de emendar a música título do disco novo, Scream.

No entanto, o show de Ozzy foi baseado em clássicos de sua carreira, e logo na terceira música começaram os teclados de Mr Crowley que enlouqueceram os mais nostálgicos, enquanto Ozzy jogava um jato de espuma e baldes de água na plateia. "Vocês vão enlouquecer ou não?", perguntava antes de começar a tocar a música seguinte: I Don´t Know.

O roqueiro inglês (que dificilmente vai virar lorde pelas barbaridades que cometeu no decorrer de sua vida, que deixariam Mick Jagger e Paul McCartney parecendo colegiais inglesas) dizia se alimentar com o clamor da plateia . "Me alimentem", gritava enquanto o público chamava seu nome.

O ex-integrante da fase mais clássica do Black Sabbath não poderia deixar de resgatar músicas de sua antiga banda, e como é de praxe, tocou War Pigs, Iron Man, Paranoid e as obscuras Fairies Wear Boots e Rat Salad, esta última, um instrumental no qual seu atual baterista, Tommy Clufetos, provou ser um verdadeiro filhote de John Bonhan (baterista do Led Zeppelin, conhecido pela ferocidade com que atacava o instrumento) ofuscando inclusive o solo do guitarrista Gus G., que apesar da parede valvulada de Mesa Boggies, não conseguiu empolgar tanto quanto o companheiro de banda.

À certa altura, Ozzy foi presenteado com uma bandeira do Grêmio e a enrolou em seu corpo, para a alegria, ao menos, de boa parte dos presentes - a apresentação ocorreu no ginásio do Internacional, rival tricolor, que disputava partida válida pela Copa Libertadores no vizinho estádio do Beira-Rio bem na hora do show.

Ao fim das 15 músicas, quem esperava um show morno de um senhor de mais de 60 anos, saiu com o pescoço mole de tanto bater cabeça. Apesar da idade, Ozzy mostra estar em muito boa forma e apresentou um show que satisfaz até mesmo os mais desacreditados.

Set List:
Bark At The Moon
Scream
Mr. Crowley
I Don´t Know
Fairies Wear Boots
Suicide Solution
Road To Nowhere
War Pigs
Shoot In The Dark
Solo (Rat Salad)
Iron Man
I Don´t Want to Change The World
Crazy Train
Mama I´m Coming Home
Paranoid
.

Fonte: Terra
publicidade