2 eventos ao vivo

"Nunca imaginei que poderia viver da música", diz Renato Cohen

12 dez 2012
09h06
atualizado às 16h34
Felippe Camargo

O DJ Renato Cohen é uma das atrações do programa Vida de DJ, que tem a proposta de aproximar os artistas do público e trazer um pouco da vida pessoal de alguns dos DJs mais importantes do Brasil. Em entrevista ao Terra, ele falou sobre música, sua carreira e mostrou muita disposição - já que havia tocado durante a madrugada na festa Tribaltech em Curitiba e chegado em São Paulo na manhã de domingo (30 de setembro).

Renato passou em casa apenas para trocar de roupa, separar uns discos e almoçar, e depois seguiu para tocar no aniversário de seis anos da Technoroute, em São Bernardo do Campo. "Dormi uma hora e meia mais ou menos", comentou.

Um cara tranquilo fora das cabines e agitado quando está tocando, Renato Cohen não parou nem um segundo de balançar as pernas durante seu set na Technoroute. Em mais de duas horas de apresentação, ele misturou techno com influências de house e abusou de basslines gordas e cheias de groove. "Gosto de tudo que tenha ritmo. Do jazz ao disco e do house ao rock psicodélico", revelou o DJ.

Apesar de muitas pessoas rotularem Renato como um DJ de techno (já que foi o gênero que o consagrou), ele também faz sets recheados de disco e house com um BPM mais lento. Tudo depende da ocasião. Quando questionado sobre o papel do DJ, ele foi direto ao ponto. "O DJ tem que manter a pista pegando fogo e passar uma atmosfera que todos vão querer ficar dentro. Temos que conversar com as pessoas através da música", disse.

Formado em artes plásticas, Renato Cohen não pensava que um dia iria trabalhar só com música. "Tive várias bandas quando era adolescente, mas nunca imaginei que poderia viver da música", contou. No ano de 1994, ele descobriu que poderia fazer música sozinho - graças à imensidão de possibilidades que o universo de produção eletrônica oferece.

Antes de ser DJ, Renato começou a produzir suas músicas próprias e tocava elas ao vivo. "Dava bastante trabalho levar todo o equipamento pra fazer o live", lembrou. "As coisas realmente ficaram grandes depois da música Pontapé que eu fiz e estourou no mundo inteiro. Foi aí que surgiram convites pra eu tocar em outros países". E realmente essa faixa causa um grande impacto no público. Quando Renato mixou a Pontapé no meio do seu set na Technoroute, não faltaram gritos e aplausos da galera que dançava na pista - à beira de um lago maravilhoso no fim de tarde.

Atualmente, o DJ Renato Cohen possui músicas lançadas em gravadoras como Lo Kik Records, Tanzbar Musik e SINO, além de grande experiência em comandar as pick-ups pelo mundo. "Conheço o mundo inteiro por causa da música. Pude conhecer todos os caras de techno que ouvia quando comecei", revelou.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade