inclusão de arquivo javascript

 
 

Violino Stradivarius leiloado por preço recorde nos EUA

22 de abril de 2005 19h20

Um violino fabricado por Antonio Stradivari em 1699 foi vendido por dois milhões de dólares em um leilão em Nova York nesta sexta-feira, e esse valor estabeleceu um novo recorde para instrumentos musicais.

A peça, conhecida como "Lady Tennant", estava avaliada entre 800.000 e 1,2 milhão de dólares pelos especialistas da Christie's, empresa responsável pelo leilão de hoje, mas o violino chegou ao preço final de 2.030.000 dólares, incluindo comissões.

A quantia supera o recorde anterior, quando outro violino do mesmo criador foi vendido em 1990 também pela londrina Christie's por 1,776 milhão de dólares.

O rastro mais antigo de propriedade do "Lady Tennant", que Stradivari construiu quando tinha 55 anos, remonta ao violinista francês Charles Philippe Lafont, contemporâneo e rival de Nicolo Paganini e que morreu em 1839.

Depois da morte de Stradivari e diversas transações, a peça foi adquirida em 1900 pelo empresário escocês Sir Charles Tennant, que deu o violino de presente à esposa, Marguerita Miles, e por isso o nome da peça.

Desde então, o violino passou pelas mãos de vários colecionadores até o leilão de hoje, que foi precedida por um concerto, há uma semana, em que a qualidade do som foi ouvida pela primeira vez em público nos Estados Unidos.

Outra peça de grande valor, um violoncelo de Matteo Goffriller, de Veneza, feito em 1707, foi vendido por 620.000 dólares, quantia um pouco maior que a previsão mais alta, e estabeleceu um recorde em leilão para este artesão.

As duas peças faziam parte de uma coleção de instrumentos musicais que foi vendida por um total de 4,179 milhões de dólares, segundo um comunicado divulgado pela Christie's.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.