inclusão de arquivo javascript

 
 

Ex-baixista do Charlie Brown acusa a banda: "me copiaram"

13 de dezembro de 2006 15h51 atualizado às 20h05

Champignon e o grupo Revolucionnários. Foto: Divulgação

Champignon e o grupo Revolucionnários
Foto: Divulgação

Champignon, ex-Charlie Brown Jr., está lançando o CD Retratos da Humanidade com seu novo grupo, o Revolucionnários. Para o baixista, sua ex-banda "o copiou" no último CD, Imunidade Musical.

Confira mais de 600 mil letras de música
Aprenda a tocar os hits do seu ídolo

"Me copiaram. Tem muitas coisas ali que eu fazia. Por exemplo o "beat box" (barulhos de batidas feitas com a boca). São coisas que deram a minha cara ao Charlie Brown", diz. "Tiveram de continuar o que eu fazia para manter os fãs", completa.

O novo grupo de Champignon, o Revolucionnários (com "n" dobrado em função de um mapa numerológico feito pela mãe de uma amiga) é um projeto tocado pelo baixista, e agora vocalista, desde o fim de sua antiga banda. "Comecei a convocar os músicos quando vi que o Charlie Brown havia se tornado outra banda", diz Champignon, que compôs todas as letras do CD.

Sobre sua saída do Charlie Brown, junto com Pelado e Marcão, o baixista conta que não hesitou em permanecer na carreira. "Eu precisava continuar o que vinha fazendo, sempre estarei em contato com a música", diz.

Embora o Revolucionnários tenha acabado de lançar seu CD, Champignon diz que o grupo já tem planos de lançar um novo álbum em março de 2008. "Já tenho até material, mas vamos nos concentrar no Retratos da Humanidade por enquanto".

Reunião
Champignon prefere não falar sobre seu desafeto, Chorão, único que permaneceu no Charlie Brown Jr. Por outro lado, não economiza elogios para Pelado e Marcão. "São brothers eternos", diz.

O baixista adianta que há a possibilidade de uma reunião entre os três ex-integrantes da banda santista. "A gente pensa em gravar um disco junto com outro vocal, mas é algo que precisa de uma vontade mútua", conta.

Redação Terra