0

Metal Open Air é cancelado e empresa organizadora é processada

22 abr 2012
12h09
atualizado às 16h11
Aline Louise
Direto de São Luís

Depois de muita confusão, o Metal Open Air foi oficialmente cancelado pela produção e as atrações deste domingo (22) não vão acontecer. Os palcos do festival, em São Luís, no Maranhão, já estão praticamente todos desmontados e o público já deixou o Parque da Independência. Das 47 bandas previstas para se apresentarem nos três dias de evento (20, 21 e 22), apensa 13 subiram ao palco.

Ouça músicas grátis no Sonora

Kléber José Moreira, gerente do Procon de São Luís, falou ao Terra que já abriu um processo em parceria com o Ministério Público contra os organizadores do evento. "Ainda assim o Procon vai receber ações individuais, de pessoas que querem ser ressarcidas", explicou.

Um grupo de amigos veio de Natal, no Rio Grande do Norte, para acompanhar o festival e afirmou que a perda maior não é o dinheiro, mas o fato de não poderem acompanhar os shows que queriam. "O pessoal se chateou, mas todo mundo respeitou a situação. Poderia ficar em cima da bosta numa boa, se as bandas tivessem tocado", disse Pedro Vitor Ferreira, que ficou hospedado em um estábulo com amigos. O rapaz gastou R$ 2.800 para vir ao evento.

Gauss Magnus Valério, também de Natal (RN), reclamou da segurança do evento e acusou um segurança do Metal Open Air de roubá-lo. "Eu pedi para ele tirar uma foto e o cara do próprio evento foi embora com a câmera. Vou lembrar de São Luís por coisas muito ruins".

Já Milton Kifki veio de Blumenau, em Santa Catarina, para conferir os shows do festival de metal e gastou cerca de R$ 4 mil. Questionado sobre a perda do dinheiro, ele afirmou que não acredita que vá ser ressarcido. "A gente vai fazer o quê? Vai quebrar tudo e passar por baderneiro?", questionou.

Pessoas de outros países também foram a São Luís para participar do evento. César Molina, colombiano que marcou presença no MOA com um grupo de amigos, disse que não sabe como proceder para receber o dinheiro de volta, já que não é do Brasil. "Gastamos R$ 12 mil reais para vir da Colômbia para São Luís", explicou.

A produtora do evento, a empresa Lamparina Filmes e Produções, ainda não se pronunciou sobre o caso.

Entenda o caso
O festival Metal Open Air gerou muita polêmica nos últimos dias. Marcado para acontecer entre sexta (20) e domingo (22), em São Luís, capital do Maranhão, o evento sofreu com o cancelamento de diversas bandas, incluindo alguns dos headliners - como Anthrax, Blind Guardian, Ratos de Porão e o Rock N' Roll All Stars, grupo de Gene Simmons, que traria o ator Charlie Sheen ao MOA como mestre de cerimônias. Segundo o site especializado em heavy metal Whiplash, o festival começou com atraso neste sábado (21), apesar das cerca de 30 bandas canceladas. Por volta das 16h do mesmo dia, o site havia noticiado o cancelamento do MOA, mas a produção se apressou em negar a informação.

Apesar dos problemas com as bandas e reclamações gerais sobre falta de estrutura - usuários do Twitter disseram que o acampamento do festival estava localizado em um estábulo, por exemplo -, o festival teve shows nesta sexta (21), mesmo começando com cinco horas de atraso. Os norte-americanos do Megadeth, um dos headliners do festival, se apresentaram no palco do MOA.

Até o início da noite deste sábado, cerca de 30 bandas, segundo o Whiplash já haviam cancelado a participação no festival, entre elas os headliners Rock n' Roll Stars, Anthrax, Blind Guardian e Ratos de Porão, além de nomes importantes, como Hangar, Saxon, Venom e Andre Matos.

Em comunicado oficial, o Blind Guardian criticou duramennte a organização do festival. "Devido a enormes problemas técnicos e administrativos, fomos forçados a cancelar. Parece que a produção local não tem sido capaz de garantir a estrutura de um festival. No futuro, teremos mais cuidado ao confirmarmos os shows."

Já o Rock N' Roll All Stars manifestou preocupação com os fãs em sua nota de cancelamento. "Fomos informados, antes de voarmos para o Brasil, que muitas outras bandas já cancelaram suas apresentações. Estamos muito preocupados com a segurança de nossos fãs e dos artistas que já estão no festival. Ouvimos relatos de que é o evento é perigoso e um desastre. Por favor, tenham cuidado. Estamos ansiosos para fazer rock com vocês no futuro".

O festival enfrentou vários problemas de organização
O festival enfrentou vários problemas de organização
Foto: Divulgação
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade