0

M. Jackson poderia ter faturado R$ 3,3 bi em turnê, diz contador

16 jul 2013
11h00
atualizado às 11h00
  • separator
  • comentários

Segundo o contador Arthur L. Erik., Michael Jackson  teria faturado R$ 2,5 bilhões se a sua temporada de 50 shows em Londres se transformasse em uma turnê mundial. Cerca de R$ 800 milhões poderiam ter vindo também de cobranças maiores para os ingressos dos últimos shows, totalizando R$ 3,3 bilhões, de acordo com o profissional que já trabalhou ao lado de astros do pop como o KISS e Britney Spears.

Astro pop em ensaio para turnê que nunca ocorreu, em 2009
Astro pop em ensaio para turnê que nunca ocorreu, em 2009
Foto: Getty Images

"Michael Jackson tinha consciência de quem era. Ele sabia que era o Rei do Pop. Ninguém vai chegar perto dele. A demanda era tão violenta que provavelmente teria cobrado mais por ingressos e ainda assim teriam esgotado", disse Erik como uma testemunha da família Jackson no julgamento contra a AEG Live. A produtora está sendo processada por negligência na contratação do Dr. Conrad Murray, condenado pelo homicídio culposo de Michael Jackson.

Projeções do contador não incluem nenhum CD ou royalties de composições, mas Erik acredita que Michael teria gasto cerca de R$ 300 bilhões até sua aposentadoria, aos 65 anos.
Advogados da AEG Live mantém a versão de que Michael teria contratado o Dr. Murray e de que eles não tinham ideia de que o médico estava tratando o astro com Propofol, substância que matou o cantor em 2009.

Bangshowbiz Bangshowbiz
  • separator
  • comentários
publicidade