PUBLICIDADE

Robert Plant arrepia fãs do Zeppelin e mostra vigor no Lolla

Apesar de curto, show do vocalista reuniu sucessos de sua antiga banda e mostrou disposição do veterano

28 mar 2015 21h13
| atualizado em 15/3/2019 às 16h56
ver comentários
Publicidade

Com um set enxuto e repleto de (trechos) de clássicos da banda que o alçou como um dos maiores vocalistas de todos os tempos, Robert Plant fez a alegria dos fãs do Led Zeppelin neste sábado (28), durante seu show no Palco Skol do Lollapalooza, em São Paulo. Aos 66 anos, as rugas e a silhueta mais arredondada impressionam muito menos do que a voz ainda potente do cara que inspira gerações de vocalistas há mais de 40 anos.

Siga Terra Diversão no Twitter

Robert Plant, eterno líder do Led Zeppelin, se apresentou neste sábado (28), no Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo
Robert Plant, eterno líder do Led Zeppelin, se apresentou neste sábado (28), no Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo
Foto: Osmar Portilho / Terra

Às 18h20, o veterano era a única atração roqueira em todo o Autódromo de Interlagos, competindo com o show do DJ norte-americano Skrillex e Marcelo D2, que entrou no line-up para substituir a banda irlandesa Kodaline. Para os mais fiéis ao gênero, aliás, deixar a área nem foi uma opção ao fim do show, afinal era aquele mesmo palco que seria assumido por Jack White mais tarde.

O êxtase dos fãs de Plant começou com a sua tímida aparição no palco, sob luzes verdes e azuis. No palco, sua banda, os Sensational Space Shifters, já estava posicionada e só aguardava o comando do vocalista para mandar a primeira cacetada, Babe I'm Gonna Leave You, música de Joan Baez regravada pelo Zeppelin em 1969. A cada agudo rouco de Plant, o público respondia com delírio, muitos incrédulos por verem pela primeira vez a lenda ao vivo. The Lemon Song foi mais um petardo, regendo um exército de "air drummers".

Rainbow, do disco mais recente de Plant, Lullaby... And The Ceaseless Roar, veio em seguida, mas não chegou a ganhar um coro à altura. Justiça seja feita, a grandiosidade da performance do britânico deve-se em grande parte aos seus companheiros de palco, que incluem o baterista Dave Smith, o tecladista John Baggot, o baixista e guitarrista John Adams e o músico gambiano Juldeh Camara, responsável pelas intervenções mais excêntricas do show.

Robert Plant, eterno líder do Led Zeppelin, se apresentou neste sábado (28), no Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo
Robert Plant, eterno líder do Led Zeppelin, se apresentou neste sábado (28), no Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo
Foto: Osmar Portilho / Terra

Black Dog ganhou uma versão mais cadenciada, mas não menos épica, antes de Plant tirar de vez o pé do acelerador e mandar uma sequência de seus hits solos, com ArbadenTurn It Up. Mas a carta na manga ainda estava por vir. Com uma bela introdução no violão, Going To California, do incônico Led Zeppelin IV, surgiu com destino certo: o coração dos fãs de Zeppelin. "É ótimo estar de volta aqui. Que tempo agradável", elogiou Robert, sem saber do alívio da plateia que escapou de uma previsão de chuva.

Spoonful e Little Maggie deram a deixa para Ramble On, que acabou empolgando o público nostálgico mais uma vez. What Is And What Never Should Bem Fixin' To Die I Just To Make Love To You, esta última cover do mestre blueseiro Willie Dixon, foram as últimas do set tocadas na íntegra, antes de um pot-pourri poderoso de Whole Lotta Love e Who Do You Love. O melhor, claro, ficou para o final. Rock And Roll arrepiou até quem via Plant de longe, mas ouvia com clareza uma das vozes mais marcantes do rock.

Lollapalooza 2015 
O festival que acontece nos dias 28 e 29 de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, tem mais de 40 atrações distribuídas entre o meio-dia e 23h, somando 55 horas de música e outras atividades ininterruptas. Entre as maiores atrações de sábado estão os shows de Robert Plant, Jack White e Major Lazer. Já no domingo, quem deve reunir grande parte do público são Foster The People, Pharrell Williams e The Smashing Pumpkins.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade