Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3
Território da Música


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Domingo, 7 de maio de 2006, 23h28 
Marcelo D2 grava com Zeca Pagodinho, Alcione e Arlindo Cruz
 
Marcelo Pereira/Terra
Marcelo D2 conta com participações de cantores de peso do samba em seu novo CD
Marcelo D2 conta com participações de cantores de peso do samba em seu novo CD
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A brisa que Chico Buarque soprou pela legalização da maconha, Marcelo D2 aspira há muitos anos. Em seu novo disco, da faixa-título de abertura Meu Samba é Assim ("joga na seda aquele do bom") aos agradecimentos do encarte ("a todos que passaram no estúdio pra apertar um"), ele sempre toca no assunto.

Leia mais notícias em O Dia

Por carregar e dar toda essa bandeira, D2 paga caro. Já foi preso, teve dezenas de shows cancelados, é réu em 23 processos e tem que assinar termos de responsabilidade a cada referência que faz às drogas, mesmo as mais sutis e remotas. E não vê avanço no fato de o tema ser abordado por Chico. "A gente precisa do aval é do Bush", ironiza.

Musicalmente, D2 aprofunda o gênero que criou, uma união de samba e hip hop, proposta em seus dois discos anteriores.

"Há muito o que explorar por aí ainda. Tenho uma coisa que ninguém tem. Um som só meu. Quem vier atrás, vai estar fazendo a minha parada", diz.

Além de muitos prêmios, o trabalho lhe rendeu "uma moral" para agora poder contar com Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho presenteando-lhe com uma música inédita, cantada por ambos: Dor de Verdade. Ou Alcione, soltando o vozeirão em Pra que Amor?. "Dizem que a Marrom tá namorando? É mesmo? Não sou eu. Gostaria muito, mas sou casado" , brinca.

Outros pontos a que D2 se mantém fiel são os da autoreferência (nunca alguém falou tanto de si nos próprios discos) e da soletração.

"Sou ouvido por muita gente que não tem a cultura do rap e não entende que é assim mesmo, auto-afirmativa e soletrada. Além disso, soletrar é bom, porque ajuda o pessoal no português."

Em Falador, ele demonstra seu íncomodo com a fofoca, mal do qual padece, desde que ganhou dinheiro.

"Quem pede emprestado é que mais fala mal. O cara leva tua grana uma vez, duas. Na terceira, você diz não e vira um capitalista filho daspu... Pelo amor de Deus, tirem o oho do meu dinheiro! Vai ficar em cima do Garotinho, que tá roubando todo mundo."

D2 só deve dinheiro a Roni, que virou co-autor de Nega sem ser consultado.

"Tirei aquela base de um compacto dele que achei no sebo, Roni e Central do Brasil. Procurei este cara, que não conheço, e não encontrei. A grana dele vai ser depositada em juízo".
 

O Dia

© Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.

 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2010,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade