Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3
Território da Música


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Domingo, 18 de abril de 2010, 06h00  Atualizada às 20h03
Skol Sensation lota Anhembi e atrai público internacional
 
Gabriel Perline
Direto de São Paulo

 
Ivan Pacheco/Terra
Público lota Anhembi na 2ª edição do Skol Sensation
Público lota Anhembi na 2ª edição do Skol Sensation
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:

Se os organizadores do Skol Sensation buscavam conquistar o público em sua 2ª edição, eles conseguiram. E foram um pouco além do esperado. Isso porque uma multidão de 40 mil pessoas lotou o Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, na noite deste sábado (17), para participar do evento, que neste ano se inspirou no universo subaquático para animar o público. Com o tema The Ocean of White, 40 mil pessoas dançaram ao som de DJs internacionais durante as quase 7 horas de festa. Detalhe: todos vestidos de branco.

» Veja as fotos do evento

O sucesso conquistado na 1ª edição, realizada em 2009, chamou a atenção dos amantes do estilo musical de outros lugares do mundo, assim como aconteceu com o assessor de vendas Jesus Paredes, de 27 anos, que saiu de Caracas, na Venezuela, para se divertir com os amigos em São Paulo. "Vim ao Brasil somente para a festa e cheguei aqui ontem (16). É uma festa simples e bonita, que enche a todos de paz e harmonia. Não há quem não consiga se deixar contagiar pelo clima deste ambiente", disse ao Terra.

A australiana Kimberly Thompson era só sorrisos no meio dos brasileiros. Envolta por uma bandeira de seu país e sem entender os xavecos dos rapazes que a assediavam, a moça tentou manter a simpatia enquanto dançava. "Esta festa está fantástica, pena que eu não entendo o que os garotos tentam me falar. Pra não dizer bobagem, eu acabo sorrindo", comentou.

Além dos gringos, alguns veteranos de festas do circuito eletrônico aproveitaram a noite para curtir com os amigos, como aconteceu com a administradora Gisele Ayres, de 47 anos, que comparou o evento com as festas que frequentava quando era mais jovem. "Eu estou achando o Skol Sensation ótimo, porque estão reunidas todas as classes sociais e todos estão aqui pacificamente. Isso é raro de se ver", afirmou.

Skol para "todos" os bolsos
O investimento mínimo para participar do Skol Sensation 2010 era de R$ 170, que dava direito a acesso às áreas comuns do evento e à pista de dança.

Aqueles que economizaram um pouquinho a mais e quiseram se esbaldar na bebedeira pagaram R$ 340, tendo acesso ao Camarote Premium e direito a cerveja, água e refrigerante.

Já os mais bem-providos ou os que juntaram moedinhas por um ano e quebraram o porquinho nesta semana para desfrutar da ala "nobre" do evento, tiveram que desembolsar R$ 1100 para ter acesso ao Camarote Diamond. No pacote estavam inclusos jantar no Terraço Daslu, transporte de limousine e bebidas mais refinadas, como vodka, whisky e energético, além petiscos.

Tapete vermelho
Como de costume em eventos de grande porte, não faltaram artistas no Pavilhão do Anhembi na noite deste sábado. Núbia Oliiver, que anda sumida do meio artístico, estava toda saltitante em um dos camarotes. "Acho este tipo de evento o máximo. É uma atitude muito bacana reunir um monte de gente na maior harmonia", comentou a moça.

Monica Apor, repórter do TV Fama, da RedeTV!, que ainda aguarda a decisão da Playboy para publicar seu ensaio -adiado por conta das musas do BBB 10 que acabaram de assinar contrato com a publicação-, estava no local a trabalho, mas não deixou de se divertir. "Ver todo mundo vestido de branco dá uma sensação de paz enorme. Estou adorando", disse.

Veterano no evento, o humorista Carlinhos elogiou a proposta dos organizadores. "Se vestir de branco e vir a uma festa como esta para promover a paz é o mínimo que alguém pode fazer. Todos precisam fazer muito mais que isso para que se possa viver com tranquilidade", disse. Diferentemente do amigo, Danielle Souza, a Mulher Samambaia, disse ter ficado surpresa com o clima proporcionado pela festa. "É incrível e estou achando muito interessante. O jogo de luzes, performances e a animação do povo é contagiante", afirmou.

Em contrapartida, Bruno de Luca esbravejou quanto a obrigatoriedade de uso de traje branco. "Eu prefiro preto e odeio este tipo de regra, mas eu respeito. Chega uma hora da noite que você nem percebe a roupa que está usando", comentou.

Deu certo
A reportagem do Terra observou alguns serviços prestados durante o evento e percebeu a eficiência dos funcionários de determinados setores escalados para trabalharem no evento.

O destaque fica por conta dos atendentes, seja do bar ou dos caixas, que agilizaram os processos dos festejantes e não precisaram ficar por muito tempo nas filas.

Longe da perfeição
Embora tenham sido montados 570 metros de bar para atender a grande demanda, a região logo se tornou intransitável para aqueles que preferiram maneirar na bebida e se manterem sóbrios.

Passar pelas proximidades do bar não era aconselhável, uma vez que os mais "alterados" ocupavam a região e se esbarravam com os demais, além de derrubar cerveja em pessoas e distribuírem pisões nos pés. Tudo isso feito "involuntariamente".

Outro ponto fraco do evento foram os banheiros químicos localizados nas extremidades do Pavilhão. Às 3h era impossível encontrar uma cabine utilizável, já que os que tiveram indisposições gástricas acabaram deixando algumas casinhas inabitáveis e inutilizáveis.

Dá para melhorar
A quantidade de banheiros químicos e suas localizações. Os que precisaram usar as cabines por volta das 3h e estava na região central do Pavilhão, além de se deparar com algumas em estado de calamidade, tiveram que fazer uma boa caminhada.

Higiene é outro ponto importante. Sabe-se que manter banheiros químicos em bom estado neste tipo de evento é algo praticamente inexistente. Uma manutenção mais eficiente da equipe de limpeza neste setor ajudaria a reduzir o volume das filas de espera, já que muitas cabines se tornaram inutilizáveis.


 
Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2010,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade