Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Quarta, 4 de novembro de 2009, 02h25  Atualizada às 13h15
Faith No More faz show com ares de anos 90 em Porto Alegre
 
Katiane Romero
Direto de Porto Alegre
 
Renato Beolchi/Terra
Mike Patton, vocalista do Faith No More, durante show em Porto Alegre
Mike Patton, vocalista do Faith No More, durante show em Porto Alegre
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O número de pessoas presentes no evento não era dos maiores. Nada que se compare à quantidade de fãs que têm lotado os shows do Faith No More nos festivais por onde a banda tem se apresentado na Europa. Mas o público que ocupou apenas metade da pista do Pepsi On Stage, em Porto Alegre, enfrentou a ressaca pós-feriado e a chuva que caiu sobre a cidade na noite dessa terça-feira (3) para assistir a um revival dos bons.

» Veja fotos do show
» Ouça Faith No More no Sonora
» Confira as letras da banda

Se no início dos anos 2000 a moda era revisitar os anos 1980, seja na moda, na música ou no comportamento, o retorno do Faith No More após 11 anos de intervalo não marca apenas a volta aos palcos de uma das principais bandas da década passada. O retorno dos americanos que misturam funk, metal e até rap demonstra uma nova tendência: é hora de saudar os anos 1990.

Mike Patton e sua trupe desembarcaram em Porto Alegre para um show animado que chacoalhou o público com hits como Epic, do álbum The Real Thing, de 1989, e uma das músicas mais tocadas nas paradas dos rádios de 1992, Easy, do álbum Angel Dust.

A banda subiu ao palco às 22h50 com Midnight Cowboy, tema do filme Perdidos na Noite (1969), que foi regravada no álbum Angel Dust, e rapidamente saudou o público com diversas - diversas e incansáveis! - frases em português. O vocalista Mike Patton foi simpático e soltou diversos palavrões durante a apresentação, assim como o tecladista Roddy Bottum. Os dois integrantes mais comunicativos do grupo foram os únicos a se dirigir ao público.

Como prova de que são uma espécie de primos mais velhos do new metal, o Faith No More fez um show pesado, com direito à bateria marcada, solos gritantes de guitarra e baixo deliciosamente funkeado.

Patton, que estava levemente comportado, deu um show à parte com seus vocais vigorosos e falsetes afinados. No fim do show, pulou de costas sobre a plateia - para delírio e inveja do público, afinal, qual fã de rock nunca sonhou em "dar um mosh" do alto de um palco?

Para alegria dos gaúchos presentes, após o fim da apresentação, a banda ainda retornou três vezes ao palco - na última delas pegando o público, que já se retirava do local, de surpresa - e encerrou o primeiro show da turnê brasileira com We Care a Lot, do álbum de mesmo nome lançado em 1985.

O Faith No More ainda toca no Rio de Janeiro no dia 5, em São Paulo no dia 7 e em Belo Horizonte no dia 8.

Ponto alto: Mike Patton cantando Caralho Voador - música que tem um trecho da letra em português - e exibindo todo o seu talento como vocalista versátil e afinado.

Poderia ter sido melhor: a iluminação utilizada no show. Por diversas vezes, a luz usada para iluminar o público era tão forte que quase cegava a plateia.

Confira o setlist:
Midnight Cowboy (cover de John Barry)
From Out Of Nowhere
Land Of Sunshine
Caffeine
Evidence
Surprise! You're Dead!
Last Cup Of Sorrow
Ricochet
Easy (cover The Commodores)
Midlife Crisis
Epic
Caralho Voador
The Gentle Art Of Making Enemies
King For A Day
Ashes To Ashes
Just A Man

Bis
Chariots Of Fire/Stripsearch
As The Worm Turns

Bis 2
This Guy's In Love With You (cover Burt Bacharach)

Bis 3
We Care A Lot
 

Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2012,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade