Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3
Território da Música


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Sexta, 26 de dezembro de 2008, 08h00 
Covers inusitados causam polêmicas no mundo da música
 
Marcelo Pereira/Terra
Cover de Lily Allen dividiu fãs de Britney Spears na Internet
Cover de Lily Allen dividiu fãs de Britney Spears na Internet
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:

Sempre polêmica, a cantora Lily Allen surpreendeu seus fãs na última semana ao fazer uma versão de Womanizer, de Britney Spears. Em sua interpretação do hit, a britânica a canta de forma mais calma acompanhada de um piano no lugar da elétrica faixa da norte-americana.

» Vocalista do Snow Patrol "estranha" sucesso de cover de Leona Lewis
» Lily Allen regrava hit de Britney Spears
» Assine Sonora e ouça músicas

Embora Lily tenha se declarado fã da música, seu cover deixou os fãs de Britney divididos e virou tópico de diversos debates em fóruns da Internet. Esta reação do público já se tornou comum ao ver outro artista mostrar uma nova roupagem para a canção já consagrada de seu ídolo.

A própria Britney já foi alvo de críticas após se apresentar no VMA, premiação da MTV, em 2000. Na ocasião, a cantora foi uma das principais atrações da noite e mostrou uma versão de Satisfaction, do Rolling Stones. A interpretação da popstar, que na época ainda se consagrava, levantou diversas discussões entre os fãs do grupo liderado do Mick Jagger.

Quem também se arriscou ao dar uma nova versão para um clássico foi a jovem cantora Avril Lavigne, que mesmo sem muitas alterações, regravou Knockin On Heavens Door, de Bob Dylan. A mesma canção ganhou uma versão pesada do Guns n' Roses no início da década de 90.

Na contramão dessas homenagens, um lendário compositor fez sua versão para um sucesso recente, e brasileiro. George Harrison, ex-guitarrista do Beatles morto em 2001, gravou um solo para Anna Júlia, sucesso do Los Hermanos regravado por Jim Capaldi.

Ainda na linha dos covers inusitados, Alanis Morissette apostou em uma música dançante em uma balada. A canadense deu o que falar ao transformar a música My Humps, da cantora Fergie, e fazer uma versão acompanhada somente por pianos com um vocal melódico. A canção ainda ganhou um clipe bem-humorado e muitos tablóides chegaram noticiar que haveria uma briga entre as duas. Informação desmentida posteriormente.

Já os californianos do Red Hot Chili Peppers se mostraram realmente frustrados com a versão que Under the Bridge recebeu do grupo de cantoras All Saints. Na época, o vocalista Anthony Kiedis chegou a dizer que "elas não faziam idéia do que significava a música". Quem também foi alvo de críticas foi o Limp Bizkit, que regravou Behind Blue Eyes, clássico do lendário grupo The Who e recebeu diversos ataques de fãs na Internet.

No Brasil, os covers inusitados também têm seu lugar. Em 2006, na gravação de seu tradicional especial de fim de ano, o cantor Roberto Carlos surpreendeu a todos ao convidar o funkeiro MC Leozinho para o palco e cantar Se Ela Dança, Eu Danço. Na ocasião, o cantor elogiou muito a letra do funk. "Esses dias eu estava ouvindo rádio e ouvi um funk. Caramba, que letra maneira essa. Na verdade é uma poesia bonita, da maior simplicidade, mas uma canção de amor", disse. "Esse funk aí dá até pra eu cantar", completou.
 

Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2010,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade