Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3
Território da Música


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Quinta, 22 de abril de 2004, 07h11 
"Tenho saudade de botequim", diz César Mariano
 
Marcelo Costa
 
Marcio Simch/Divulgação
Cesar Camargo Mariano e Pedro
Cesar Camargo Mariano e Pedro
Multimídia
Áudio e vídeo
» Como foi gravar o DVD
» Como é tocar com o filho
» A escolha das músicas
» As vantagens do DVD
» Como é viver nos EUA
» Os novos projetos nos EUA
» A música brasileira
» O sucesso de Maria Rita
» Parceria futura com a filha
» César e Pedro Camargo Mariano tocam Tudo Bem
» Trailer do DVD Piano e Voz
Galeria de fotos
» César e Pedro Camargo lançam DVD
Saiba mais
» César Camargo Mariano analisa a carreira de Maria Rita
» César e Pedro Camargo Mariano lançam DVD Piano e Voz
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O pianista e arranjador César Camargo Mariano completou dez anos de Estados Unidos no começo de abril. O músico mudou-se para ampliar sua carreira e desenvolver projetos no exterior. "São muitos projetos e bem variados, como arranjador, como compositor de música de cinema, como produtor, como solista, como convidado", enumera César.

César Camargo Mariano fala da vida nos Estados Unidos

Apesar de morar fora do país, César insiste que mudou de bairro. "A minha rotina desde que fui para lá é vir ao Brasil pelo menos uma vez por ano, para ficar aqui de dois a três meses. Ou seja, eu não deixei de estar no Brasil, parece que eu mudei de bairro", compara o músico, lembrando que sente saudade dos botequins brasileiros. "Eu tenho saudade de encostar a barriga no botequim e tomar uma pinguinha com ovo colorido, não tem isso lá. Eu tenho saudades dessas coisas, além, das pessoas".

Uma das coisas que mais atrai o pianista é o circuito de shows. "Lá tem muito mais shows que aqui. Nos Estados Unidos existem muitos festivais, é o ano inteiro. Tem muitos clubes de música, isso tudo é muito fértil lá", avalia, lembrando que a vantagem disso é poder praticar muito, tanto como solista quanto dividindo o palco com "pessoas muito melhores que você".

Além de todas essas atividades, César Camargo Mariano dirige um festival anual de música brasileira no Carnegie Hall, em Nova York. "Eu faço uma mistura de brasileiros com americanos. Todo mundo gosta da música brasileira lá, ela é muito forte", conta.

O que orgulho o músico é poder trabalhar com a música brasileira, mesmo atuando no mercado estrangeiro. "Eu não faço outra coisa a não ser música brasileira", diz.

Um dos projetos mais recentes do pianista foi um filme de um diretor japonês. "É um filme épico japonês, uma história verdadeira de 300 anos atrás. Assim que o diretor me entregou o roteiro, eu li e pensei: 'o que vou fazer com isso? Eu não entendo nada da cultura japonesa, principalmente a antiga'. Nisso o diretor disse para que eu não preocupasse, pois ele queria a minha música, a minha cultura brasileira misturada com essa cultura do filme", conta César, explicando que não fez sambinha nem batucada. "Eu fiz a música brasileira clássica", diz.


 

Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2010,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade