Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3
Território da Música


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Quarta, 26 de dezembro de 2007, 07h44 
Morre o compositor e flautista Cláudio Camunguelo
 
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Morreu nesta segunda-feira, aos 60 anos, o sambista Cláudio Lopes dos Santos, o popular Cláudio Camunguelo. Compositor e flautista, ele tinha diabétes e foi vítima das complicações da doença.

» Leia mais notícias do O Dia

O sambista estava internado no PAN de Irajá, Rio de Janeiro, e foi enterrado no cemitério do mesmo bairro nesta terça-feira.

Estivador por profissão, Camunguelo foi flautista e grande partideiro, compositor de mão cheia, além de cantor e dançarino. Sempre com uma boina branca e cordão prateado no pescoço, foi figura fácil no circuito do samba e do choro da cidade, chamando sempre a atenção de quem o assiste pela primeira vez.

Legítimo representante dos grandes compositores da zona portuária do Rio, por onde passaram mestres como João da Bahiana, Mano Elói, Fuleiro, Sebastião Molequinho e Aniceto do Império, Padeirinho e Xangô da Mangueira, entre tantos outros, o portelense Camunguelo foi um compositor e intérprete dos mais originais.

Autodidata, já fazia flautas de bambu e plástico aos 16 anos, mesma época em que começou a compor. Mesmo sem saber ler partitura, começou na música gravando jingles na Rádio Nacional. Já era veterano no samba quando conheceu o parceiro Zeca Pagodinho, então com 16 anos. "Fizemos juntos Sinuca de Bico e depois Amarguras, que participou do Festival de Sambas de Terreiro da Portela, em 81".

Foi esse samba que abriu portas para os parceiros, e chegou a ser disputado por Elza Soares e pelo Grupo Fundo de Quintal. Depois do festival, Camunguelo levou Zeca ao Cacique de Ramos, que freqüenta desde 1966, muitos anos antes da quadra do bloco carnavalesco se consagrar como reduto de sambistas.

Entre as principais composições do repertório de Cláudio Camunguelo, estão: P> Hello, my Girl (Silvio da Silva);
Gurufim (Jorge Carioquinha);
Bonifácio Lelé (Mário Gogó);
Comida Brasileira (Silvio da Silva/Cláudio Camunguelo);
Imagino Coisas (Silvio da Silva);
Zé Galinha (Cláudio Camunguelo);
Osmar no choro (Cláudio Camunguelo/Osmar do Cavaco);
Campo do Cajueiro (Cláudio Camunguelo/Zeca Sereno);
Juanita (Cláudio Camunguelo);
Amarguras (Cláudio Camunguelo/Zeca Pagodinho);
Quando Estou Fazendo Amor (Cláudio Camunguelo/Jorginho JB);
O Pó da Vovó (Cláudio Camunguelo/Silvio da Silva);
Coração Fingido (C. Camunguelo/Zeca Pagodinho);
Se você Algum dia me Vir (C. Camunguelo/Zeca Pagodinho);
Sinuca de Bico (C. Camunguelo/Zeca Pagodinho);
Musicalmente Falando (C. Camunguelo/ Jorge Portela);
Meu Barracão (Silvio da Silva Jr./Fernando Pimenta/C. Camunguelo);
Lá na Favela (Valdir Caramba/Cláudio Camunguelo);
Divagando (Cláudio Camunguelo);
Senhora Rezadeira (Cláudio Camunguelo/Silvio da Silva)
 

O Dia

© Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.

 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2010,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade