Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Quinta, 14 de junho de 2007, 16h06  Atualizada às 16h18
"Eu sou sem noção", diz Latino sobre novo álbum
 
James Cimino
 
Reprodução
Novo álbum de Latino,  Sem Noção , tem participação da diarista Cláudia Rodrigues
Novo álbum de Latino, Sem Noção, tem participação da "diarista" Cláudia Rodrigues
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O cantor Latino acaba de lançar seu novo disco, chamado Sem Noção, pela Universal Music. O cantor aposta mais uma vez no deboche, nos ritmos dançantes e nas letras com duplo sentido, mas o resultado, por mais incrível que possa parecer para os que torcem o nariz para a música pop, não é ruim. É divertido e fala com a linguagem dos adolescentes e das crianças, público que, cada vez mais, consome as músicas do cantor.

» Veja a foto ampliada!
» Assine Sonora e ouça todas as músicas na íntegra
» Veja mais letras de música
» Aprenda a tocar os hits
» Assine Sonora e ouça todas as músicas na íntegra
» Veja mais letras de música
» Aprenda a tocar os hits

Apesar de afirmar, em entrevista ao Terra, que é um "sem noção", as batidas do novo disco são bastante elaboradas, apesar de todas serem, sem exceção, descompromissadas com os cânones artísticos definidos pelo establishment da música brasileira.

Latino diz que, nesse disco, houve uma inovação que explica a autenticidade dos sons existentes em Sem Noção que, apesar do nome, teve bastante esmero em sua composição.

"É a primeira vez que todos os instrumentos foram tocados de verdade. Não teve nada programado. Para não dizer nada, apenas algumas programações de bateria. Usamos muitos naipes (saxofone, trombone e trompete) nas músicas, e tudo isso vai aparecer no show ao vivo. O meu disco, na verdade, circula entre a black music, o dance, o pop e o funk."

Mas, então, por que Sem Noção? "Você concorda que eu sou sem noção? Eu sou sem noção. Meu jeito de dançar, de pular. Só pelo fato de hoje estar doente e estar falando contigo mostra o quanto eu sou sem noção."

Diarista
O álbum tem participação da atriz Cláudia Rodrigues (do seriado A Diarista, da Rede Globo), na faixa O Patrão e a Empregada. Latino explica como surgiu a parceria.

"Foi engraçado... Eu fiz um episódio de A Diarista (que, por sinal, deu 34 pontos de média na audiência) e a idéia surgiu ali. Como tenho muitos amigos empresários e eles sempre vêm com aquele papo: 'Cara você precisa ver a secretária que eu contratei...'. E há uma coisa meio folclórica do patrão com a secretária ou com a empregada", conta o cantor.

O processo de gravação da música foi difícil, porque a atriz não sabia cantar. "Ela gravou várias vezes, mas no final, ela adorou. Disse que nem acreditava que estava cantando."

Sobre as letras de duplo sentido (como a faixa Festinha Privê, que, segundo cantor, tem tudo para virar um hit), Latino diz que é "quase que uma exigência" do público infantil e adolescente que, cada vez mais, tem apreciado seu trabalho. "A molecada curte", conta ele, que também explica que, a partir de agora, todos os seus shows terão uma área "V.I.P." destinada às crianças menores de 10 anos.

"Virou até uma cláusula do meu contrato com as casas de show. Os shows enchiam, e tinha criança que se machucava." Falando em área V.I.P., uma das faixas do disco tem esse nome, e fala dos novos ricos que chegam aos lugares exigindo tratamento especial.

"Quem me deu a idéia dessa música foi o Bruno Setúbal (filho do banqueiro Roberto Setúbal), que acha esse povo insuportável." Questionado se ele, quando começou a ficar famoso, era um desses V.I.P.s, Latino nega veementemente: "Nunca fui e nunca serei. Eu vim da favela."

A primeira música de trabalho é a faixa homônima, que, no disco, vem em duas versões. Há também uma faixa bônus: Superfantástico, do grupo infantil dos anos 1980 Balão Mágico. Segundo Latino, a música não é descontextualizada, pois, ao final de todo show seu, ele faz uma "festa ploc", em que canta hits daquela década. "Nessa hora não são as crianças que pulam, mas os adultos."
 

Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2012,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade