Especiais
Festival de Verão
Madonna

 Sites relacionados
Arquivo do Rock
FM O Dia
Dynamite
Nando Reis
Palco MP3


  Letras e cifras


 Notícias por e-mail
Receba as últimas notícias no seu e-mail
 Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!





Música
Terça, 26 de dezembro de 2006, 10h19  Atualizada às 12h44
Mick Jagger e Little Richard lamentam a morte de James Brown
 
AP
James Brown morreu nos EUA aos 73 anos
James Brown morreu nos EUA aos 73 anos
 Últimas de Música
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Mick Jagger, Little Richard, Snoop Dogg, Charles Bobbit, Jesse Jackson e Al Sharpton, entre outras personalidades, lamentaram na manhã desta terça-feira a morte de James Brown, aos 73 anos, em Atlanta, Estados Unidos.

Veja fotos do músico
Confira a discografia
Conheça as realizações
Veja as curiosidades
Conheça os hits Top 10
Reveja frases célebres
Polêmicas, drogas e cadeia marcaram vida de James Brown
Deixe uma mensagem
Baixe I Got You (I Feel Good) no seu celular
Chat: tecle sobre a notícia

O cantor americano foi hospitalizado domingo com pneumonia, de acordo com seu agente, Frank Copsidas, mas a causa da morte, na segunda, ainda não foi divulgada.

Considerado o maior nome da música soul, Brown tem entre seus maiores sucessos I Got You (I Feel Good), Sex Machine e This Is a Man's World.

Veja a seguir os depoimentos sobre a perda de James Brown:

Mick Jagger
"Ele tinha uma precisão e energia. Sempre foi uma pessoa generosa e caridosa comigo nos primeiros dias do The Stones. Eu sempre fui um grande admirador de James Brown. É uma grande perda."

Little Richard
"Ele era um inventor, era criativo. Rap music existe graças a James Brown."

Snoop Dogg
"Estou sofrendo. Ele era minha inspiração. O homem mais trabalhador que conheci no show business. James Brown fará falta. No entanto, sua música e seu legado vão viver dentro de mim. Sinto sua falta James Brown."

Charles Bobbit (estava junto a James Brown no momento de sua morte)
"As pessoas já conhecem a sua história. Mas ele era um homem que discursava o amor. Era uma pessoa verdadeiramente boa, que ama seu país."

Jesse Jackson
"Seu final foi emocionante: morrer no Natal. Ele será lembrado por todo o mundo. Não podia ser de outra maneira."

Al Sharpton
"Ele foi uma pessoa que literalmente mudou a indústria fonográfica. Ele colocou todo mundo em uma diferente batida, num diferente estilo musical. Era um precursor."
 

Redação Terra
 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2012,Terra Networks Brasil S/A   Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central do Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade