0

Guardadas por 26 anos, 700 músicas do Thin Lizzy são descobertas

4 jan 2012
20h12
atualizado às 20h16

Um amigo do ex-vocalista e baixista do Thin Lizzy, Phil Lynott, revelou nesta quarta-feira (4) cerca de 700 músicas não lançadas pela banda irlandesa. A data coincide exatamente com os 26 anos da morte do músico, em 1986. As informações são da edição digital do The Guardian.

O material, que contêm músicas inéditas e versões alternativas de outras canções, será selecionado pelos membros originais do grupo, Scott Gorham e Brian Downey, e lançado em um box especial pela Universal Music, em junho deste ano.

Segundo Steve Hammonds, diretor do projeto de lançamento dessas novas músicas, Lynott confiou a um fã 150 fitas com o material perto de sua morte. Com o lançamento de sete discos em um box especial do Thin Lizzy pela Universal em 2011, o amigo resolveu apresentar as canções inéditas da banda.

Formado em Dublin em 1969, o Thin Lizzy seguiu com os integrantes originais até 1983. Três anos depois, seu líder morreria devido à falência múltipla dos órgãos e pneumonia, agravada pelo seu uso constante de drogas. Em 2005, Lynott ganhou uma estátua em tamanho real de bronze na capital da Irlanda.

O Thin Lizzy foi reformulado em 1996 e durou até 2001. Uma outra reunião aconteceu em 2004 e atualmente conta com Gorham, Downey, Darren Wharton, Marco Mendoza, Ricky Warwick e Damon Johnson.

Revelação das 700 músicas do Thin Lizzy coincide com a data de 26 anos da morte de Phil Lynott
Revelação das 700 músicas do Thin Lizzy coincide com a data de 26 anos da morte de Phil Lynott
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade