Ex-integrante do Raça Negra é encontrado vivendo na rua

  • separator
  •  
  • comentários

Anos após o sucesso, um dos músicos do grupo Raça Negra, o percusionista Edson Bernardo de Lima, conhecido como Edson Café, agora vive nas ruas. Seu drama foi revelado pelo programa Conexão Repórter , do SBT.

Ouça Raça Negra grátis no Sonora

Em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, Edson contou sobre o derrame que sofreu em 1994, que, somado a problemas familiares, acabou levando-o às ruas, onde se envolveu com drogas.

Pai de oito filhos, Café, que tocou percusão e violão no grupo durante 14 anos, passa seus dias atualmente entre duas praças localizadas na zona leste de São Paulo e só se locomove com o auxílio de uma bengala.

O Raça Negra foi um dos mais bem-sucedidos grupos de pagode do Brasil na década de 1990, com mais de 20 discos lançados e grandes sucessos como É tarde Demais e Cheia de Manias . Em toda a sua carreira, foram vendidos mais de 30 milhões de álbuns, deixando-o em 7º lugar na lista dos artistas que mais venderam no Brasil em todos os tempos.

Edson Café, o terceiro da direita para a esquerda, em capa de disco dos pagodeiros
Edson Café, o terceiro da direita para a esquerda, em capa de disco dos pagodeiros
Foto: Reprodução
O Dia

compartilhe

publicidade
publicidade