Música

publicidade
20 de abril de 2012 • 13h34 • atualizado às 13h36

Em São Paulo para turnê, Demi Lovato reúne fãs em porta de hotel

Bruno, que não conseguiu ingresso, e Ariana, que foi assaltada, pedem ajuda a outros fãs para irem ao show
Foto: Mariana Ghorayeb / Terra
 

Mariana Ghorayeb
Direto de São Paulo

Demi Lovato está em São Paulo, onde se apresenta na noite desta sexta-feira (20), no Credicard Hall. Um show extra foi agendado para o próximo dia 30 de abril. Como de costume entre o público adolescente, dezenas de fãs se aglomeraram em frente ao Hotel Sheraton, zona sul da cidade.

"Vim de Bragança só por causa do show", contou Bruno Negreiros, de 16 anos, que não conseguiu comprar ingresso para a apresentação de Demi Lovato, mas tem a esperança de conseguir juntar R$ 1 de cada pessoa na fila para garantir sua entrada. "Nossa história com a Demi é muito forte. Ela salvou minha prima, que quando o pai morreu pensou em se matar, mas ouviu suas músicas de superação e hoje está bem", contou ele.

"A maioria das pessoas que está aqui passou pelos mesmos problemas que ela (Demi Lovato) e, quando ela se reergueu, a gente levantou junto", acrescentou Laís, de 17 anos, que conheceu Bruno na porta do hotel e tenta ajudá-lo a conseguir um ingresso para o show.

Ariana Fernandes também tem uma história triste sobre o show e explicou porque não vai sair do hotel até receber um aceno de Demi Lovato. "Minha tia comprou um ingresso para mim e no dia que eu fiz a retirada roubaram minha bolsa com a entrada do show dentro", lamentou ela, que mentiu para sua mãe para poder passar o dia tentando encontrar uma forma de assistir o show de hoje à noite.

"Disse que ganhei um ingresso em uma promoção para ela não ter como dizer não. Sofro de asma e sábado tive uma parada cardíaca; se não fosse assim ela não me deixaria estar aqui", explicou.

Entre muitos fãs que chegaram cedo e madrugaram no aeroporto tentando ver Demi Lovato, estava Amanda Falcão, de 14 anos, que veio de Maceió especialmente para o show. Acompanhada por sua mãe, Adriana, de 42 anos, ela contou que ganhou o ingresso de presente de cinco amigas. "Acompanho a Demi há muitos anos", disse orgulhosa.

Adriana Falcão não escondeu o apoio à filha e disse que concorda com o esforço para ficar perto de um ídolo. "Acho legal, mas ela fica muito ansiosa. Essa geração é muita envolvida e eles sofrem por semanas acompanhando cada passo dos artistas", ressaltou.

Enquanto muitos fãs contavam que mentiam para a mãe, fugiram de casa e foram até um hospital tomar soro só para conseguir um atestado e perder um dia de trabalho, a história se inverte com Francis, de 40 anos, que acompanhou a filha Gabriela na maratona atrás de Demi Lovato.

Com piercing no rosto e cabelo pintado de cor-de-rosa, Francis, de 40 anos, contou orgulhosa o que fez para conseguir faltar no trabalho e levar a filha até a porta do hotel. "Ela me pediu de aniversário, dei o ingresso e decidi trazê-la até aqui. Falei para o meu chefe que ia fazer endoscopia", disse aos risos. "Não vou entrar no show, mas vou esperar minha filha sair para irmos para casa", completou.

Terra Terra