Em noite de rap, Gaby Amarantos ganha artista do ano no VMB

atualizado em 21/9/2012 às 01h09
  • comentários

A noite era de rap, com uma celebração à "cultura urbana" e skatistas circulando pelo palco, mas quem se destacou mesmo no Video Music Brasil 2012, que aconteceu nesta quinta-feira (20), no Espaço das Américas, em São Paulo, foi a paraense Gaby Amarantos, musa do tecnobrega. A cantora ganhou os prêmios de artista do ano, melhor artista feminina e melhor capa e foi a única artista premiada mais de uma vez nessa edição.

"Estou muito feliz porque nosso País está deixando de ser careta. Viva a nossa música brasileira feita no Pará", disse ao ganhar o último prêmio da noite, artista do ano, entregue por Marcelo Adnet. Mais cedo, ao receber o prêmio de melhor artista feminina, Gaby rejeitou o apelido com que surgiu na mídia. Ao ser chamada de "Beyoncé do Pará" por Patrícia Abravanel e Mônica Iozzi, que lhe entregaram o prêmio, ela deu o recado: "Beyoncé nada, eu sou Gaby Amarantos! Sou uma mulher diferente, tenho um padrão diferente, não visto 38, e daí? Tenho celulite e daí? Valeu, Brasil!".

BNegão & Seletores de Frequência levaram o prêmio de melhor disco. O prêmio, pelo álbum Sintoniza Lá , foi entregue por Dani Calabresa e Val Marchiori. "Muito obrigado a todo mundo, à galera que fez o disco com a gente! Valeu, rapeize", agradeceu BNegão.

Projota ganhou na categoria de revelação do ano. O prêmio foi entregue por Criolo, vencedor da categoria em 2011. "Essa porra é minha vida, quero agradecer a todos os meus amigos, mano, muito obrigado a todo mundo que votou pra caramba na internet. É rap! Chupa!", disse o rapper.

O Vanguart abocanhou o prêmio de melhor banda, entregue pelo humorista Eduardo Sterblitch. "Muito obrigado! A gente esperou muitos anos por isso. Queria dedicar esse premio à MTV, aos fãs e a todo mundo que votou muito. E queria especialmente dizer para as bandas independentes que não é tao longe. Acreditem em vocês!", pediu o vocalista Helio Flanders.

Grandes vencedores do Video Music Awards, premiação da MTV americana, o One Direction também ganhou seu prêmio no Brasil. A boy band levou a melhor na categoria artista internacional. O skatista Bob Burnquist entregou o prêmio para representantes do fã-clube da banda. "Quero agradecer a todos os fãs que votaram, à MTV e à gravadora deles no Brasil", disse uma das meninas.

Daniela Cicarelli, musa da MTV no início dos anos 2000, subiu no palco para entregar o prêmio de melhor artista masculino, que ficou com Criolo. O rapper fez um agradecimento politizado: "gostaria de oferecer esse prêmio a todas as pessoas que trabalham comigo, sem exceção, e principalmente às autoridades do nosso País, sobretudo na questão de segurança pública. Tenho certeza que elas vão apurar a questão dos mais de 30 incêndios nas favelas de São Paulo".

A VJ Tatá Werneck, caracterizada como Roxanne, entregou o prêmio de aposta do ano para a banda paulistana O Terno. O vocalista Tim Bernardes foi sucinto no discurso: "queria agradecer a todo mundo que ajudou a fazer o CD, que ajudou no clipe e que votou na internet, valeu!".

Os irmãos Supla e João Suplicy, que formam a banda Brothers of Brazil, entregaram o prêmio de melhor música, que ficou dividido entre dois artistas: Emicida, por Dedo na Ferida , e Wado, por Com a Ponta dos Dedos . "A gente tá muito feliz, mas é preciso falar da desapropriação violenta que a Polícia Militar está fazendo em São Paulo. Nesse momento em que estamos festejando, a PM, não satisfeita com 36 incêndios, está sitiando a favela do Moinho. Infelizmente o momento não é de festa", lamentou Emicida, fazendo coro a Criolo. "Depois de uma mensagem tão séria, só queria agradecer a todos os meus amigos e à minha banda. Valeu!", finalizou Wado.

Sob muitas vaias, o Restart subiu ao palco para receber o prêmio de hit do ano, por Menina Estranha . Os rapazes não se intimidaram com a péssima recepção do público e ainda deram seu recado: "vocês são livres para gostar do que quiserem. Podem vaiar, porque a gente vem aqui sem humilhar ninguém, sem menosprezar o trabalho de ninguém. O mérito é dos nossos fãs, esse é o nosso sexto prêmio!", comemorou Pe Lanza.

Os campeões olímpicos Sheilla, Sarah Menezes e Arthur Zanetti entregaram o prêmio de clipe do ano para os Racionais MC's, por Mil Faces de um Homem Leal (Marighella) . "Muito obrigado aos que acreditam no rap como instrumento do preto, da revolução, da Justiça. Porque esse é o som do preto mesmo, dos tambores, da África", disse Mano Brown.

A premiação da MTV teve apresentações de Marcelo D2, Planet Hemp, Karina Buhr, Pitty e Martin, com o projeto Agridoce, Emicida, Bonde do Rolê e Karol Conká e Gal Costa e diversas participações especiais, como a do jogador de futebol Neymar, que chamou o Racionais MC's para fazer o show de encerramento da noite.

O VMB aconteceu apenas dois dias depois do Prêmio Multishow de Música Brasileira, ocorrido no Rio de Janeiro na terça-feira (18), e Marcelo Adnet não deixou de fazer piada com a situação. "Temos dez shows hoje. Isso é que é prêmio 'multi shows'", brincou o humorista.

Confira todos os vencedores do VMB 2012:

Aposta do Ano: O Terno
Clipe do Ano : Racionais MC's, por Mil Faces de um Homem Leal (Marighella)
Melhor artista masculino: Criolo
Artista do ano: Gaby Amarantos
Melhor música: Emicida, por Dedo na Ferida , e Wado, por Com a Ponta dos Dedos
Melhor disco: BNegão & Seletores de Frequência, por Sintoniza Lá
Hit do ano : Restart, por Menina Estranha
Melhor artista feminino: Gaby Amarantos
Melhor banda : Vanguart
Melhor artista internacional: One Direction
Revelação: Projota
Melhor capa: Gaby Amarantos

 Foto: Edson Lopes Jr.  / Terra
VMB 2012, Gaby Amarantos, prêmio, melhor capa
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade