Música

publicidade
20 de setembro de 2012 • 22h20 • atualizado às 01h09

Em noite de rap, Gaby Amarantos ganha artista do ano no VMB

VMB 2012, Gaby Amarantos, prêmio, melhor capa
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra
 

A noite era de rap, com uma celebração à "cultura urbana" e skatistas circulando pelo palco, mas quem se destacou mesmo no Video Music Brasil 2012, que aconteceu nesta quinta-feira (20), no Espaço das Américas, em São Paulo, foi a paraense Gaby Amarantos, musa do tecnobrega. A cantora ganhou os prêmios de artista do ano, melhor artista feminina e melhor capa e foi a única artista premiada mais de uma vez nessa edição.

"Estou muito feliz porque nosso País está deixando de ser careta. Viva a nossa música brasileira feita no Pará", disse ao ganhar o último prêmio da noite, artista do ano, entregue por Marcelo Adnet. Mais cedo, ao receber o prêmio de melhor artista feminina, Gaby rejeitou o apelido com que surgiu na mídia. Ao ser chamada de "Beyoncé do Pará" por Patrícia Abravanel e Mônica Iozzi, que lhe entregaram o prêmio, ela deu o recado: "Beyoncé nada, eu sou Gaby Amarantos! Sou uma mulher diferente, tenho um padrão diferente, não visto 38, e daí? Tenho celulite e daí? Valeu, Brasil!".

BNegão & Seletores de Frequência levaram o prêmio de melhor disco. O prêmio, pelo álbum Sintoniza Lá, foi entregue por Dani Calabresa e Val Marchiori. "Muito obrigado a todo mundo, à galera que fez o disco com a gente! Valeu, rapeize", agradeceu BNegão.

Projota ganhou na categoria de revelação do ano. O prêmio foi entregue por Criolo, vencedor da categoria em 2011. "Essa porra é minha vida, quero agradecer a todos os meus amigos, mano, muito obrigado a todo mundo que votou pra caramba na internet. É rap! Chupa!", disse o rapper.

O Vanguart abocanhou o prêmio de melhor banda, entregue pelo humorista Eduardo Sterblitch. "Muito obrigado! A gente esperou muitos anos por isso. Queria dedicar esse premio à MTV, aos fãs e a todo mundo que votou muito. E queria especialmente dizer para as bandas independentes que não é tao longe. Acreditem em vocês!", pediu o vocalista Helio Flanders.

Grandes vencedores do Video Music Awards, premiação da MTV americana, o One Direction também ganhou seu prêmio no Brasil. A boy band levou a melhor na categoria artista internacional. O skatista Bob Burnquist entregou o prêmio para representantes do fã-clube da banda. "Quero agradecer a todos os fãs que votaram, à MTV e à gravadora deles no Brasil", disse uma das meninas.

Daniela Cicarelli, musa da MTV no início dos anos 2000, subiu no palco para entregar o prêmio de melhor artista masculino, que ficou com Criolo. O rapper fez um agradecimento politizado: "gostaria de oferecer esse prêmio a todas as pessoas que trabalham comigo, sem exceção, e principalmente às autoridades do nosso País, sobretudo na questão de segurança pública. Tenho certeza que elas vão apurar a questão dos mais de 30 incêndios nas favelas de São Paulo".

A VJ Tatá Werneck, caracterizada como Roxanne, entregou o prêmio de aposta do ano para a banda paulistana O Terno. O vocalista Tim Bernardes foi sucinto no discurso: "queria agradecer a todo mundo que ajudou a fazer o CD, que ajudou no clipe e que votou na internet, valeu!".

Os irmãos Supla e João Suplicy, que formam a banda Brothers of Brazil, entregaram o prêmio de melhor música, que ficou dividido entre dois artistas: Emicida, por Dedo na Ferida, e Wado, por Com a Ponta dos Dedos. "A gente tá muito feliz, mas é preciso falar da desapropriação violenta que a Polícia Militar está fazendo em São Paulo. Nesse momento em que estamos festejando, a PM, não satisfeita com 36 incêndios, está sitiando a favela do Moinho. Infelizmente o momento não é de festa", lamentou Emicida, fazendo coro a Criolo. "Depois de uma mensagem tão séria, só queria agradecer a todos os meus amigos e à minha banda. Valeu!", finalizou Wado.

Sob muitas vaias, o Restart subiu ao palco para receber o prêmio de hit do ano, por Menina Estranha. Os rapazes não se intimidaram com a péssima recepção do público e ainda deram seu recado: "vocês são livres para gostar do que quiserem. Podem vaiar, porque a gente vem aqui sem humilhar ninguém, sem menosprezar o trabalho de ninguém. O mérito é dos nossos fãs, esse é o nosso sexto prêmio!", comemorou Pe Lanza.

Os campeões olímpicos Sheilla, Sarah Menezes e Arthur Zanetti entregaram o prêmio de clipe do ano para os Racionais MC's, por Mil Faces de um Homem Leal (Marighella). "Muito obrigado aos que acreditam no rap como instrumento do preto, da revolução, da Justiça. Porque esse é o som do preto mesmo, dos tambores, da África", disse Mano Brown.

A premiação da MTV teve apresentações de Marcelo D2, Planet Hemp, Karina Buhr, Pitty e Martin, com o projeto Agridoce, Emicida, Bonde do Rolê e Karol Conká e Gal Costa e diversas participações especiais, como a do jogador de futebol Neymar, que chamou o Racionais MC's para fazer o show de encerramento da noite.

O VMB aconteceu apenas dois dias depois do Prêmio Multishow de Música Brasileira, ocorrido no Rio de Janeiro na terça-feira (18), e Marcelo Adnet não deixou de fazer piada com a situação. "Temos dez shows hoje. Isso é que é prêmio 'multi shows'", brincou o humorista.

Confira todos os vencedores do VMB 2012:

Aposta do Ano: O Terno
Clipe do Ano: Racionais MC's, por Mil Faces de um Homem Leal (Marighella)
Melhor artista masculino: Criolo
Artista do ano: Gaby Amarantos
Melhor música: Emicida, por Dedo na Ferida, e Wado, por Com a Ponta dos Dedos
Melhor disco: BNegão & Seletores de Frequência, por Sintoniza Lá
Hit do ano: Restart, por Menina Estranha
Melhor artista feminino: Gaby Amarantos
Melhor banda: Vanguart
Melhor artista internacional: One Direction
Revelação: Projota
Melhor capa: Gaby Amarantos

Terra Terra