0

De jogadora de futebol, Anitta rebola, canta hits e ganha público paulista

20 jun 2013
07h18
atualizado às 07h59
  • separator
  • 0
  • comentários

"Pre-para". A sirene toca. As luzes se acendem e a casa noturna Santa Aldeia é só gritaria. Podia ser qualquer grande estrela da música brasileira e é. Anitta, o mais recente fenômeno da indústria fonográfica nacional, entra no palco e abre sua apresentação de quarta-feira (19) com Show das Poderosas, música do clipe que já teve mais de 20 milhões de visualizações no Youtube. Satisfeita com a boa impressão que causou, ela provoca o público que já tem na mão: "que energia foda, São Paulo".

Anitta usou um figurino sensual no show dessa quarta (19)
Anitta usou um figurino sensual no show dessa quarta (19)
Foto: Nathália Salvado / Terra

Vestida como uma jogadora de futebol, para comemorar a vitória brasileira por 2 x 0 contra o México na Copa das Confederações, Anitta é pura sensualidade nos gestos, olhares e discursos. "E aí, vocês gostaram da minha roupa?", questiona, recebendo gritos de aprovação e elogios de homens e mulheres. "Linda", grita uma fã. "Gostosa", berra outro mais atrás.

A música seguinte é Proposta, uma das primeiras que lançou. "Que foda! Quero mais alto, porra", pede, com jeitinho. Com cinco dançarinos no palco - três mulheres e dois homens -, Anitta dança pouco, chegando a frustrar um pouco quem esperava ver todo o rebolado exibido em seus vídeos. Para empolgar de vez, faz um mix de músicas famosas de outros intérpretes.

A primeira é Só Zueira, de MC Leozinho, seguida por Baba Baby, de Kelly Key, que revela uma semelhança entre os timbres de voz da nova estrela com a ex-mulher de Latino. A diferença está na afinação - a de Anitta é impecável. Depois, é a vez de Tô Nem Aí, hit de 2003 na voz de Luka. Para tornar tudo ainda mais agradável e transformar o show em um grande festa, a carioca de 20 anos entoa Toda Forma de Amor, de Lulu Santos, e Descobridor dos Sete Mares, de Tim Maia. Ninguém nem lembrava mais que se tratava de um show de funk.

Anitta se apresentou na casa noturna Santa Aldeia, no início da noite dessa quarta-feira (19), em São Paulo
Anitta se apresentou na casa noturna Santa Aldeia, no início da noite dessa quarta-feira (19), em São Paulo
Foto: Nathália Salvado / Terra

No plateia, era possível ver toda a animação que talvez faltasse no palco. As meninas, de roupas justas, copos de champanhe ou caipirinhas nas mãos, desciam até o chão, dançavam com os braços para cima e cantavam a plenos pulmões. Os homens se espremiam para verem as curvas da morena o mais de perto possível. O funk melody da carioca agrada, aparentemente, as mais diversas classes sociais, inclusive a mais alta. Para ver a cantora na última quarta-feira, cada um precisou desembolsar R$ 150 de entrada. A cantora era a única atração musical da noite. A outra era o jogo entre Brasil x México.

Anitta parecia um pouco cansada, já que vinha de um outro show no Vale do Anhangabaú, parte do Concentra SP. A recuperação veio com Meiga e Abusada, música que está na trilha sonora de Amor à Vida, novela das 21h da TV Globo. Além de dançar, a funkeira continuava a provocar o público. Virava de costas, rebolava e levava os homens a loucura.

Depois, ainda viriam Menina Má, Não Para, Fica Só Olhando e Tá Na Mira, músicas que tocam nas rádios diariamente e estão na boca no povo. É inegável: Anitta é um sucesso e sabe disso.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade