0

Com maestro Dave Grohl, Foo Fighters incendeia Lollapalooza

Com maestro Dave Grohl, Foo Fighters incendeia Lollapalooza

7 abr 2012
20h50
atualizado em 8/4/2012 às 11h05
Osmar Portilho
Direto de São Paulo

Nascido em Chicago, nos Estados Unidos, o Lollapalooza ganhou sua primeira versão do lado de cá do hemisfério sul no ano passado, em Santiago, no Chile. Em sua estreia no Brasil, o festival não poderia desembarcar de forma mais memorável. Sob a batuta do maestro Dave Grohl, o Foo Fighters levou 70 mil pessoas ao delírio durante a apresentação que aconteceu neste sábado, no Jockey Club, em São Paulo. O grupo do ex-baterista do Nirvana fez um show de 2h30 passeando por hits de toda sua carreira como Times Like These , Monkey Wrench , Learn to Fly , Best of You e Evelong , esta última responsável por fechar o show de forma apoteótica.

São poucas bandas que têm o privilégio de montar um setlist com 4 ou 5 sucessos. No caso do Foo Fighters, o quinteto já desfruta de um repertório suficiente para abrir com seis canções, na sequênia, que foram singles e hits. Abrindo com a explosiva All My Life , a banda seguiu com Times Like These , Rope , The Pretender , My Hero e Learn to Fly .

A sessão só termina com a pesada White Limo , canção gritada que está em Wasting Light . Enquanto isso, o carismático Dave Grohl toma conta do palco e mantém sua fama de "o cara mais legal do rock". Além do vocalista, o Foo Fighters ainda conta com entrosada equipe formada por Chris Shifflet, Pat Smear, Nate Mendel e Taylor Hawkins, que tocam juntos como boas bandas fazem, de forma fácil onde todos parecem se divertir.

Sempre com improvisos que aumentam a duração das canções, o grupo contou com o público na mão durante todo o tempo pedindo interações com palmas e gritos. Dave Grohl ainda foi ovacionado ao chegar próximo do público e exibir uma bandeira do Brasil com o logo do Foo Fighters. "Vocês querem mais uma hora de show? Uma hora e meia? Duas?", brincou o vocalista arrancando gritos da entusiasmada plateia.

Até chegar na metade do show, o grupo ainda tocou Arlandria , Breakout , Long Road to Ruin e Big Me . Em Cold Day in the Sun , música cantada pelo baterista Taylor Hawkins, Dave Grohl assumiu as baquetas.

Taylor agradeceu o carinho e não segurou elogios ao "chefe" da banda. "Sabe por que estamos tocando na América do Sul? Porque esse cara escreve músicas incríveis: Dave Grohl", afirmou.

Em Stacked Actors , uma nova sessão de improviso e uma surpresa. Durante a jam, os músicos emendaram Feel Good Hit of the Summer , canção da banda Queens of the Stone Age, grupo que também já contou Grohl na bateria.

Walk , Generator , Monkey Wrench , Hey, Johnny Park! , canções de relevância na carreira do quinteto abriram caminho para a fase final do show. This is a Call um dos primeiros sucessos do Foo Fighters, também marcou um ponto alto. "Essa foi a primeira música que tocamos juntos", disse Dave.

Para fechar a etapa principal da apresentação, o Foo Fighters atacou com In the Flesh , canção tema do disco The Wall , do Pink Floyd, e fez sua primeira despedida do palco com Best of You . O hit do álbum In You Honor reuniu os fãs em uníssono. Um coro emocionado encheu o Lollapalooza e fez o Foo Fighters parar de tocar para ouvir a cantora dos 70 mil fãs antes de deixar o palco.

A expectativa pelo bis foi quebrada com uma imagem de Dave Grohl no telão. Nos bastidores, encenando, o vocalista aparecia degustando uma garrafa de cerveja. Brincando com o público, questionou se queriam mais uma ou duas canções. Taylor também aparece na imagem e faz o papel do público pedindo por mais.

O retorno vem com o riff marcante de Enough Space , faixa de The Color and the Shape e mais uma canção antiga: For All the Cows . Dear Rosemary , de Wasting Light , foi a terceira executada no bis antes de uma convidada pra lá de especial tomar o palco. A veterana roqueira Joan Jett se juntou ao quinteto para apresentar seus maiores hits, que colocaram o público no auge novamente: Bad Reputation e I Love Rock 'n Roll .

"Desculpe fazer vocês esperarem tanto. Prometemos não demorar tanto para voltar. Podemos voltar logo? Amanhã? Então será amanhã", brincou Dave Grohl, pouco antes da despedida.

Para finalizar, a carta na manga do Foo Fighters já era marcada: Evelong . Cantada em coro do início ao fim, a música encerrou a catarse do público com o quinteto liderado por Grohl, que sem perder tempo novamente empunhou uma bandeira brasileira e a agitou para seu fãs.

vc repórter
Vai curtir os shows do Lollapalooza? Envie fotos de bastidores, curiosidades ou flagras para o vc repórter e participe do canal de jornalismo colaborativo do Terra.

Confira o setlist:
All My Life
Times Like These
Rope
The Pretender
My Hero
Learn to Fly
White Limo
Arlandria
Breakout
Cold Day in the Sun
Long Road to Ruin
Big Me
Stacked Actors
Walk
Generator
Monkey Wrench
Hey, Johnny Park!
This is a Call
In the Flesh? (Pink Floyd)
Best of You

Bis
Enough Space
For All the Cows
Dear Rosemary
Bad Reputation/ I Love Rock 'n' Roll (Joan Jett cover)
Everlong

Dave Grohl prometeu ao público brasileira não demorar para voltar ao País no fim do show no Lollapalooza
Dave Grohl prometeu ao público brasileira não demorar para voltar ao País no fim do show no Lollapalooza
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade