3 eventos ao vivo

Com irreverência, Psirico fecha o Festival de Verão

1 fev 2009
14h00

Com um show descontraído, marcado, sobretudo, pela irreverência e empolgação, o Psirico encerrou na noite deste sábado a 11ª edição do Festival de Verão de Salvador. A apresentação do grupo baiano durou quase duas horas e a banda só parou de tocar quando o Sol já estava nascendo.

» Famosos curtem último dia do Festival de Verão

"O show deles é muito animado. A energia é grande", afirmou Raquel Oliveira. A fisioterapeuta, fã do grupo, aprovou a idéia de encarregar ao Psirico a missão de fechar o evento que, entre outras atrações, contou com a participação de Victor e Leo, Capital Inicial, Ivete Sangalo e Alanis Morissette. "Acho que um festival em Salvador tinha mesmo era que terminar com música baiana, concluiu.

O grupo entrou no palco depois de tumultuar o backstage em uma saída calorosa e ao som de Dalila, de Ivete Sangalo. "Psirico é uma das banda baianas que mais agitam. Estão fechando com chave de ouro. Sabem mesmo cativar a galera", afirmou a publicitária Paloma Portela.

A banda reuniu hits de Carnaval e com muito samba acabou dominando a platéia. "Alegria, alegria, Salvador! Vamos quebrar tudo. Arrebenta o Carnaval", disse o vocalista do grupo Marcio Victor, durante uma de suas falas com o público baiano.

Mais de 200 mil pessoas acompanharam o Festival de Verão de Salvador. Ao longo das últimas quatro noites, o público pôde se divertir em tendas montadas para atender aos mais diferentes tipos de som. Os organizadores já começam, agora, a pensar em 2010. Para próximo ano serão mantidas as mesmas linhas de conduta, com a participação de um artista internacional, junto aos principais nomes da música brasileira.

Irreverência da banda Psirico conquistou fãs em Salvador
Irreverência da banda Psirico conquistou fãs em Salvador
Foto: Antônio Reis / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade