Música

publicidade
20 de outubro de 2013 • 23h50 • atualizado às 01h12

Com hits de sobra, Aerosmith encerra Monsters of Rock em SP

Steven Tyler e Joe Perry na Arena Anhembi
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
  • Osmar Portilho
    Direto de São Paulo
  • Renato Beolchi
    Direto de São Paulo
 


Na estrada há 43 anos, o Aerosmith de Steven Tyler e Joe Perry desfruta de sua trajetória de hits radiofônicos principalmente no palco. Neste domingo (20), encerrar o Monsters of Rock 2013 na Arena Anhembi, em São Paulo, não foi diferente. O grupo de Boston, cujas últimas visitas ao País foram recentes - 2010 e 2011 -, já lida com intimidade com os brasileiros.

Um setlist recheado de sucessos completa a equação sem grande dificuldade. Eles abriram o show com Back in the Saddle e já na segunda canção, Love in a Elevator, seguida de Toys in the Attic deram o tom de sucessos que levaria o Aerosmith durante as próximas 2h30. "Oi, São Paulo. Vocês sentiram nossa falta que nem sentimos a de vocês?", perguntou o vocalista Steven Tyler. 

Longe das notícias de rusgas e farpas entre a banda, Tyler e o guitarrista Joe Perry fizeram como sempre: desfilaram pela passarela juntos entre o público e dividiram o microfone em Toys In The Attic. Em Pink, o Anhembi ganhou iluminação rosa para acompanhar mais um sucesso cantado em coro pelo público.

Sempre hiperativo, Tyler não parou de se movimentar. Usando todo o palco e a passarela que dividia a pista, passeou munido de seu pedestal encorajando os fãs do Aerosmith: "o que vocês querem ouvir?".

Após uma sequência mais pesada, veio a balada Cryin´, para dar um tom mais intimista ao show. Depois de Last Child, os riffs de Jaded já colocaram o público cantando novamente com o hit do álbum Just Push Play, de 2000.

Boogie Man e Combination esquentaram os fãs até que o baú de sucessos se abriu novamente com Eat the Rich, saída do disco Get a Grip, de 1993. E já que o tema é rock, Joe Perry tocou acordes de Whole Lotta Love, do Led Zeppelin, cantada por Tyler e toda a plateia. O vocalista ainda se divertiu ao vestir um sombrero e quando encontrou um sutiã ao seu redor.

Com o palco escuro, Perry ensaiou algumas notas na guitarra até tocar a conhecida introdução de Livin on the Edge. Acompanhado somente pelo tecladista, Steven Tyler andou até a passarela, desabotoou seu colete e cantou o primeiro verso de I Don´t Want to Miss a Thing, sucesso de 1998 e trilha do filme Armageddon.

Na reta final da apresentação, mais um cover habitual do grupo: Come Together, dos Beatles. Walk this Way, um dos maiores sucessos do Aerosmith, ganhou uma jam cheia de swing e a presença de uma fã dançando com Tyler. Ao se despedir, tascou um beijo no vocalista. No bis, o cantor reapareceu ao piano para tocar Dream On.

Assim que apresentou o baixista David Hull, que substitui Tom Hamilton - afastado da turnê por problemas de saúde -, a banda fez uma longa introdução para tocar Sweet Emotion. Com um longo improviso, os músicos se despediram do público. "Lembrem-se, a luz no fim do túnel é você mesmo", disse Steven Tyler.  

Terra