5 eventos ao vivo

Ex-MC, Biel diz que abusar do abdômen "faz parte do pacote"

Aos 19 anos, cantor de Lorena virou fenômeno teen misturando pop e funk - e mostrando o resultado de mais de 60 abdominais diários

30 jul 2015
11h02
atualizado em 31/7/2015 às 13h47
  • separator
  • comentários

O astro canadense pode estar devendo alguns hits aos fãs ultimamente, mas acredite, ainda existe um "duelo" pelo título de Justin Bieber brasileiro. De um lado, o funkeiro que já surgiu denominando-se uma versão nacional do cantor, o loiríssimo MC Gui. Do outro, o dono do hit Pimenta, Biel, que recentemente abandonou o título de "MC" para realizar o sonho de virar um astro pop.

"A minha 'família baladeira' foi a coisa mais importante que essa loucura toda me deu", diz Biel
"A minha 'família baladeira' foi a coisa mais importante que essa loucura toda me deu", diz Biel
Foto: Warner Music / Divulgação

Siga Terra Música no Twitter

Ao contrário do "rival", Biel garante que nunca quis ser o nosso Bieber, mas admira o talento e a carreira do cantor. A semelhança física não é pequena, e ambos - separados por dois anos de diferença - adoram exibir do abdômen. O efeito sobre a legião de fãs adolescentes, e muitas também na faixa dos 30 anos, é igual: gritaria, choro e muito assédio. "Eu nunca vou me acostumar com isso", admite Biel.

O calor da meninas virou até tema de clipe. Ao som de Boquinha, produzida por Rick Bonadio, cuja letra foi escrita por um amigo de Biel, um grupo de garotas "zumbis" persegue o cantor teen, o agarra e deixa até um pobre DJ em choque no caminho. "Eu acho que o artista é um contexto mesmo. Desde o que ele veste até a música que lança. Acho que tudo isso entra no contexto Biel, né? Não é essencial, mas ajuda", ri o jovem de Lorena, que já teve o "tanquinho" apalpado até por Mariana Godoy em seu programa na RedeTV!, e revelou fazer mais de 60 abdominais por dia.

Em entrevista ao Terra, o "colírio" de 19 anos contou o que espera de seus próximos lançamentos e o que motiva os futuros passos de sua carreira.

Terra - Você resolveu tirar o "MC" do seu nome por qual motivo? Era medo de ser limitado pelo funk?
Biel - Não medo, porque eu escuto de tudo. No meu show eu também canto de tudo. Então eu acho que não tem por que o meu trabalho ser direcionado a um só público. MC direciona muito, é diretamente ligado ao funk, rima na hora e tal. Eu entrei no funk por causa de inspiração que tive, a primeira música que escrevi e convenci meu pai a me levar pra gravar, que era um funk. Mas podia ter sido sertanejo, reggae.

Terra - Mas você ainda curte funk?
Biel - Eu amo funk, não é pra renegar. Eu acho que tenho uma missão dentro do funk que vou continuar fazendo. O "Biel" é pra tornar o trabalho mais eclético ainda. No próximo disco vai ter de tudo, pop, violãozinho, muita coisa diferente do que vinha fazendo.

Terra - E o que te dá mais prazer de cantar?
Biel - Eu, na verdade, me sinto mais à vontade cantando música assim, com mais melodia, mais gigado, que dá pra dançar. O funk é mais limitado em relação a isso, e agora com músicas assim a gente pretende conquistar um público que não esperava isso de mim.

Terra - Tem muita gente que te chama de Justin Bieber brasileiro por aí. Além da semelhança física, você tem feito um esforço para ser um artista mais completo, como ele já fez?
Biel - Eu tive que me empenhar mais nas aulas de cantor pra cantar com mais tonalidade, porque o funk não tem isso, você põe a voz na base e não tem um arranjo, um tom. Então esse foi o maior desafio nas músicas mais arranjadas do EP. Inclusive nas que a gente regravou, porque eu passei a voz de novo. Não tem nenhuma voz antiga.

"Eu tive que me empenhar mais nas aulas de canto", Biel conta sobre a fase pós-funk
"Eu tive que me empenhar mais nas aulas de canto", Biel conta sobre a fase pós-funk
Foto: Warner Music / Divulgação

Terra - Na hora de gravar esse primeiro EP, Boquinha, Tô Tirando Onda, Pimenta e o novo single, Demorô, deu um frio na barriga? Você se sentiu um aluno ao lado do Rick Bonadio ou ficou livre no estúdio?
Biel - Os dois, eu fui um aluno bem livre. Consegui mostrar o jeitinho que gosto de trabalhar, mas aprendi muito. Todo dia eu aprendo muito. Ele é um cara fora de série. Eu já fazia aulas de instrumentos, violão, teclado, mas era aquele esquema, porque os pais querem ver o filho tendo aquele pingo de artista. Mas não gostava tanto, queria brincar e jogar bola. Mas foi bom porque me deu uma base. Eu tô fazendo aula de canto certinho, vou começar aulas de dança, coreografar todas as músicas do show, a gente já tá ensaiando. Tem que vir com novas propostas pra não cansar. Tem que inovar e aprimorar o trabalho. Quando a gente tinha só Pimenta e Tô Tirando Onda, levou Boquinha para o Rick Bonadio. Batemos na porta do estúdio dele, e ele abraçou totalmente, gostou do resultado e produziu de coração. Foi uma coisa meio inexplicável.

Terra - E esse EP vai dar origem a um CD?
Biel - A gente vai lançar um disco com 12 faixas, as quatro do EP e outras inéditas. Vai ter composição minha, tô colocando bastante a minha cara nele, o Biel que a galera ainda não conhece.

Terra - Até agora, o que você diria que foi mais incrível de conquistar com esse sucesso repentino?
Biel - A minha "família baladeira" foi a coisa mais importante que essa loucura toda me deu. Minhas baladeiras, sem dúvida, a galera que tá por mim, torcendo e votando por mim, que exige de mim.

Terra - Essa "família baladeira" te surpreende com o assédio às vezes?
Biel - Eu nunca vou me acostumar com isso. A molecadinha que vai no show, que corta o cabelo igual, que faz a mecha, e mostra, é gratificante demais. O reconhecimento e gratidão não têm preço. Você tá ali ditando tendência, sendo espelho pra muitas pessoas, isso é um pesinho nas costas, por isso tem que estar focado, responsável e consciente dos nossos atos, porque sabe que vai ter gente se espelhando.

Cantor já teve barriga apalpada pela apresentadora Mariana Godoy
Cantor já teve barriga apalpada pela apresentadora Mariana Godoy
Foto: Warner Music / Divulgação
Biel não economiza na exibição do "tanquinho" em fotos postadas em seu perfil no Instagram
Biel não economiza na exibição do "tanquinho" em fotos postadas em seu perfil no Instagram
Foto: @bielmc/Instagram / Reprodução
Foto: @bielmc/Instagram / Reprodução
Foto: @bielmc/Instagram / Reprodução
Foto: @bielmc/Instagram / Reprodução

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade