Música

publicidade
04 de fevereiro de 2014 • 14h15 • atualizado às 16h03

RHCP fez playback em show no Super Bowl; Flea se defende: "sem trapaça"

Detalhe do baixo de Flea desplugado: no canto inferior esquerdo da imagem é possível conferir que nenhum cabo estava ligado no instrumento
Foto: Getty Images

A parceria entre Bruno Mars e Red Hot Chili Peppers no intervalo do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, que aconteceu no último domingo (2) , não passou de uma única música. Mas o assunto deu pano pra manga por um detalhe que não passou despercebido pelos milhões de espectadores: os instrumentos dos Chili Peppers estavam desplugados. Mas Flea se defendeu no Twitter: "não foi trapaça."

Juntos no palco para tocar Give It Away, era visível a empolgação do baixista Flea e do guitarrista Josh Klinghoffer. Os malabarismos em palco, entretanto, não esconderam o fato de que ambos os instrumentos estavam desligados, indicando que a performance não passava de um playback no palco montado no Estádio MetLife, em Nova Jersey.

A reação foi quase imediata e a cornetagem veio em proporções globais de fãs e celebridades. O guitarrista Joe Bonamassa, por exemplo, brincou com a situação e escreveu em seu perfil no serviço de microblog: "Flea, a gente sabe como é, mas pelo amor de Deus, pelo menos disfarce melhor". O post veio acompanhado de uma foto da televisão que mostrava o baixo desplugado de Flea.

Mas em uma resposta a um fã, o mesmo Flea se defendeu. "Sem trapaça. Sem escolha, mas sem trapaça", escreveu, dando a entender que fazer playback foi uma ordem dos organizadores do Super Bowl. Dessa forma não é difícil supor que, tocar com os instrumentos desplugados, foi a forma que a banda encontrou de não enganar o público.

Terra